Translate

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Avião espião da CIA pode ter deixado para trás décadas de relatos de OVNIs


A CIA revelou que seu programa de avião secreto foi responsável por inúmeros avistamentos de OVNIs.
Em um tweet, a Agência Central de Inteligência revelou que um dos seus documentos on-line mais populares de 2014 foi um relatório detalhando a partir de 1998 a sua participação no desenvolvimento do avião de espionagem U-2.
Intitulado “A CIA e o Programa de U-2, 1954-1974″, o documento também investigou o fato de que o avião secreto foi responsável por uma longa série de relatos de OVNIs ao longo dos anos 50 e 60.
“Os testes de alta altitude do U-2 levaram a um efeito colateral inesperado – um tremendo aumento nos relatos de objetos voadores não identificados (OVNIs)”, afirmou o relatório.
Em particular, o relatório detalhou como avistamentos de objetos brilhantes de fogo ou relatos de pilotos de avião como resultado do avião espião que estava sendo testado em uma altitude muito maior do que as companhias aéreas costumavam voar.
Tais aparições teriam sido relatadas pela Operação Blue Book da Força Aérea, um projeto que teve como objetivo coletar e analisar avistamentos de Objetos Voadores Não Identificados sobre os Estados Unidos.
O relatório da CIA concluiu que durante os anos 1950 e 1960 mais de metade de todos os avistamentos de OVNIs relatados poderiam ser atribuídos aos voos dos U-2 e A-12, os aviões de espionagem Oxcart.