Translate

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Saiba quem foi Eugene Shoemaker e por que seus restos mortais foram enviados à Lua


Atualmente, Eugene Shoemaker é reconhecido como um dos pais da ciência planetária. Como especialista no estudo de asteroides e fundador do Programa de Astrogeologia da USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos), suas pesquisas contribuíram com inúmeras informações importantes no desenvolvimento da corrida espacial, desde o treinamento de astronautas até a descoberta de alguns dos asteroides mais peculiares do sistema solar. Entre eles, o famoso asteroide Shoemaker-Levy 9, que, em 1994, colidiu com a superfície de Júpiter e liberou uma energia equivalente a 6 milhões de megatons, ou seja, 750 vezes maior que o arsenal nuclear total da terra, o que permitiu, pela primeira vez, o estudo de um impacto planetário dessa magnitude.
Shoemaker morreu tragicamente em um acidente automobilístico, em julho de 1997. Os diretores da NASA, abalados com a perda, decidiram homenageá-lo de uma forma original: deram ao cientista o privilégio de ser o primeiro e único ser humano cujos restos mortais foram deixados fora da Terra. Assim, em janeiro de 1998, suas cinzas foram levadas na sonda lunar Prospector. E, após 19 meses, ela finalmente colidiu com uma cratera próxima ao polo sul da Lua, levando os restos mortais do cientista. A cratera escolhida não foi aleatória: tratou-se da Shoemaker, estudada e catalogada intensivamente por Eugene em sua juventude.
Fonte: anfrix.com