Translate

terça-feira, 10 de março de 2015

Pedras com dez mandamentos cria debate nos EUA

Um olhar sobre as tábuas guias da Geórgia

As tábuas guias da Geórgia em Elberton, Geórgia (Shutterstock)


Seis tábuas de granito estão de pé no sul rural, com mandamentos inscritos em quatro línguas antigas: cuneiformes babilônico, grego clássico, sânscrito e hieróglifos egípcios. As próprias tábuas são de design moderno, embora a identidade da pessoa que as encomendou foi mantida em segredo e o significado das inscrições tem sido muito debatido.
Quando traduzidas, as inscrições nas tábuas declaram: “Que este seja o guia para uma Era da Razão”.
Os mandamentos, ou princípios orientadores, definidos são os seguintes, de acordo com o Smithsonian:
1. Manter a humanidade em 500 milhões para o perpétuo equilíbrio com a natureza.
2. Guie sabiamente a reprodução – melhorando a forma física e a diversidade.
3. Una a humanidade com uma nova língua.
4. Comande paixão – fé – tradição – e todas as coisas com a razão.
5. Proteja as pessoas e as nações com leis e cortes justos.
6. Deixe que todas as nações governem internamente, resolvendo disputas externas em uma corte mundial.
7. Evite leis mesquinhas e funcionários inúteis.
8. Equilibre direitos pessoais com deveres sociais.
9. Preze pela verdade – beleza – amor – buscando harmonia com o infinito.
10. Não seja um câncer na Terra – deixe espaço para a natureza – deixe espaço para a natureza.
A pessoa que encomendou as tábuas, em 1979, é conhecida apenas pelo nome de RC Christian. Apenas um homem vivo ainda sabe quem era essa pessoa e ele não vai falar.
Banker Wyatt Martin, que tinha 82 anos quando falou com a Discovery Magazine em setembro do ano passado, prometeu manter o segredo de RC Christian: “Podem botar uma arma na minha cabeça e me matar, eu nunca vou revelar seu nome real. Na minha idade e profissão você fica preso por uma promessa de confidencialidade”.
Martin disse sobre Christian: “Ele sempre disse que se você quer manter as pessoas interessadas, só pode fornecer a elas um pouco”.
Estava no auge da Guerra Fria, disse Martin, e os princípios foram feitos para fornecer uma outra alternativa.
Van Smith de Arkansas tem sido sincero sobre suas teorias nas pedras. Ele contou ao Discovery Magazine: “O propósito das dez leis no monumento é para estabelecer as bases para um governo global totalitário”.
Ele também observou que: “As proporções das pedras preveem a altura exata em pés do Dubai Burj Khalifa, o edifício mais alto até agora no mundo. Tanto a tábua quanto o Burj fazem referencia à Torre de Babel”.
Alguns dizem que o “R.C” em R.C. Christian pode indicar que ele pertencia à sociedade secreta Europeia Rosacruz, já que um texto Rosacruz afirma: “A palavra RC deve ser o selo, a marca e caráter deles”.