Translate

segunda-feira, 9 de março de 2015

Pegadas em rocha na Índia seriam evidência de seres do céu?

Pegadas numa rocha na aldeia de Piska Nagria, nos arredores da cidade de Ranchi, no estado de Jharkahnd, Índia. Provavelmente de milhares de anos, estas pegadas foram gravadas numa rocha de granito por habitantes da região e, segundo locais, representariam os deuses Rama e Lakshamana (Reprodução / Nitish Priyadarshi)

Uma aldeia pitoresca no centro da Índia tem gerado alguma discussão no Facebook sobre antigas pegadas e uma imagem gravada de um objeto voador misterioso.
Na aldeia de Piska Nagri, nos arredores da cidade de Ranchi, no estado de Jharkahnd, o geólogo Nitish Priyadarshi vem estudando as grandes pegadas que, segundo a tradição local, podem significar a presença dos deuses celestes pousando no local.
As pegadas estão numa rocha e parecem ser de alguém que vestia sandálias de madeira, comumente usadas há milhares de anos na região. Um conjunto de pegadas mede 28 centímetros de comprimento e 12,7 cm de largura e outro conjunto na mesma área mede 25,4 cm por 11,4 cm. Acredita-se que os reis-divinos da mitologia indiana Rama e Lakshmana teriam estado temporariamente na região em busca de Sita, a esposa de Rama.
Priyadarshi disse que as pegadas estão numa rocha de granito e, portanto, provavelmente foram esculpidas ao invés de impressas na substância dura. “Elas podem ter sido feitas manualmente pelo povo local na época, em memória dos visitantes”, disse ele.
O que Priyadarshi acha interessante é a imagem gravada de um objeto voando ao lado das pegadas. “As pegadas e o objeto voador estão no mesmo pedaço de rocha lado a lado. Talvez eles tenham sido gravados para mostrar que os dois reis-divinos chegaram ao local num objeto voador”, disse Priyadarshi.
A idade das pegadas ainda não foi verificada. “Vendo a superfície desgastada das pegadas pode-se dizer que sua idade pode ser de milhares anos”, disse ele.
Houve muitas descobertas de pegadas antigas em todo o mundo. Muitas delas têm milhares de anos, sendo naturais (deixadas por habitantes antigos) ou esculpidas e denotam algum significado.
Os romanos esculpiam pegadas antes de uma viagem como um rito de proteção. Pegadas eram esculpidas ao sair numa viagem e como agradecimento por um retorno seguro. Na Irlanda e norte da Europa, pegadas em rochas estavam intimamente associadas com a realeza ou posições de autoridade.
Priyadarshi disse: “Vivemos num mundo altamente avançado e técnico, mas há, no entanto, um grande número de mistérios que nos rodeiam. Lugares antigos e seres misteriosos, mundos e culturas submersos, paisagens imbuídas de simbolismo, aparições inexplicáveis e achados inacreditável de tempos remotos – tudo isso constitui mistérios para a humanidade, apesar de investigações intensas.”
A imagem de um objeto voador numa rocha na aldeia de Piska Nagri, nos arredores da cidade de Ranchi, no estado de Jharkahnd, Índia (Nitish Priyadarshi)
A imagem de um objeto voador numa rocha na aldeia de Piska Nagri, nos arredores da cidade de Ranchi, no estado de Jharkahnd, Índia (Nitish Priyadarshi)
Indianos locais sentados na rocha com as pegadas. O restante da rocha foi destruído pela mineração e os locais preservaram esta porção porque acreditam que as pegadas sejam das figuras mitológicas Rama e Lakshamana (Nitish Priyadarshi)
Indianos locais sentados na rocha com as pegadas. O restante da rocha foi destruído pela mineração e os locais preservaram esta porção porque acreditam que as pegadas sejam das figuras mitológicas Rama e Lakshamana (Nitish Priyadarshi)