Translate

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Al Bielek


Personagem misterioso, certamente mitômano. Al Bielek é Ph.D. em Física por Harvard. Seu meio-irmão por parte de pai, Duncan Cameron Jr., também tem Ph.D. em Física pela Universidade de Edimburgo. Ambos afirmam que estavam a bordo do navio USS Eldridge durante o controvertido EXPERIMENTO FILADÉLFIA que, segundo a lenda, transportou um porta-aviões americano de 1943 a 1983. Os irmãos teriam desembarcado em 1983 na sede do PROJETO MONTAUK, co-responsável pelo túnel temporal que o Eldridge atravessara. Observação: para entender melhor essa suruba cósmica, leiam antes os verbetes específicos sobre o Montauk e o Filadélfia. Ou não.


Al Bielek diz ter realizado inúmeras missões espaço-temporais para o Moutauk e desvendando a história secreta do século 20 (informação que ele gentilmente disponibiliza em livros, CDs e palestras. Tudo pago, é claro). E a verdadeira história dos últimos cem anos é a seguinte:

Os nazistas estabeleceram um pacto com os alienígenas pleiadianos nos anos 40. Essa cooperação teria permitido aos alemães pousarem na Lua em 1947. OK, leitor esperto: nós sabemos que a Alemanha era uma montanha de escombros nessa época e que os principais cientistas do país já haviam sido adotados pelos russos e americanos. Mas as histórias que envolvem o Experimento Filadélfia e o Projeto Montauk são contraditórias e confusas assim mesmo.

Os americanos também fizeram um pacto com extraterrestres nos anos 40/50, mas preferiram se aliar aos GREYS, pois os pleiadianos exigiam a desativação de todas as armas nucleares do país.

Uma expedição russo-americana conquistou a Lua em 1962. O pouso oficial da Apollo 11 em 1969 é só uma versão pública de fachada.

Marte foi conquistado pelos russos e americanos em 1969. Bielek diz que ele próprio visitou o planeta nos anos 70, usando os túneis espaço-temporais do Montauk. Ele afirma ter descoberto vestígios de uma civilização marciana desaparecida a milhares de anos.

O cientista também teria conhecido diversos universos paralelos. Em um deles, uma idéia clássica da ficção científica parece ter virado realidade: a Segunda Guerra Mundial foi vencida pela Alemanha e pelo Japão.

O Projeto Montauk e o Experimento Filadélfia eram monitorados por um consórcio de alienígenas originários dos sistemas estelares de Orion, SÍRIUS e Alfa Centauro. Mas os extraterrestres não eram confiáveis. Bielek acredita que as fendas temporais foram criadas não para ajudar o progresso científico da humanidade, mas sim para permitir a entrada dos discos voadores em nossa dimensão, possibilitando uma invasão.

O Montauk foi desmontado em 1983, depois de um acidente provocado por Duncan Cameron Jr. Al Bielek adverte, contudo, que a desativação pode ter sido uma farsa. O Projeto Montauk talvez ainda esteja na ativa em algum lugar secreto. Deste mundo ou de um outro qualquer.


Só para terminar: Al Bielek fez 64 anos em 2003. Em 1943, ano do Experimento Filadélfia, ele tinha apenas 3 anos. Como Bielek afirma que já era Ph.D. em Física na época, estamos diante de um gênio da ciência, uma espécie de Dexter sem a Didi. Mas a aparente contradição aritmética tem uma, digamos, explicação. Al Bielek diz que os cientistas do Projeto Montauk conseguiram a proeza de rejuvenescê-lo 30 anos. Ele teria 94 anos num corpinho de 64. Como se vê, viajar no tempo é ótimo para a saúde.
Fonte.. Livro Conspirações - Tudo O Que Não Querem Que Você Saiba