Translate

quarta-feira, 6 de maio de 2015

DENGUE


Em 1985, durante o governo do sandinista Daniel Ortega, a Nicarágua foi palco de uma violenta epidemia de dengue - a primeira a ocorrer na América Latina depois de quase 20 anos. A partir daí, a doença se espalhou pelo subcontinente, fazendo vitimas na Bolívia, Paraguai, Equador, Peru, Venezuela e Brasil. Os sandinistas alegam, desde aquela época, que a dengue era uma arma biológica usada pela CIA para desestabilizar Ortega. De fato, os ESTADOS UNIDOS não reconheceram a eleição do presidente em 1984 e decretaram um embargo comercial ao país no mesmo ano. Como se não bastasse, o nefando Instituto Militar de Pesquisa de Doenças Infecciosas de Fort Detrick, em Maryland, admite que realmente pesquisou a dengue como bio-arma. Mas só para o aprimoramento da ciência, é claro. Oficialmente os Estados Unidos não produzem armas biológicas desde 1972. Ah, sim! Por falar nisso, o primeiro surto de dengue hemorrágica aconteceu em Cuba, em 1981.