Translate

terça-feira, 28 de julho de 2015

Encontram um esqueleto estranho na "Stonehenge" russa


Durante uma série de escavações nos túmulos de Arkaim, na região de Cheliábinsk conhecida como a 'Stonehenge russa', arqueólogos encontraram um esqueleto feminino com o crânio muito alongado e deformado, informa o serviço de imprensa do sítio arqueológico.

.Um grupo de arqueólogos escavavam na área reservada de  Arkaim , um cemitério do segundo e terceiro século aC, composta por 15 montes em forma de ferradura. E a primeira descoberta foi o esqueleto de um nômade, provavelmente uma mulher com uma grande deformação no crânio: é alongado na parte superior, informa o  serviço de imprensa  do sítio arqueológico.

De acordo com a diretora de Arkaim, Maria Makúrova, diz que era uma característica tradicional em muitos nômades das estepes da Eurásia do milênio aC



Há 2000 anos atrás, os nômades do sul dos Urais enfaixavam as cabeças dos bebês com curativos, fitas e placas para deformar seu crânio com o passar dos anos. Alguns cientistas acreditam que uma tradição tão brutal deveu-se a uma declaração de moda: a forma incomum da cabeça foi considerado sinônimo de beleza. Outra hipótese é que um crânio alongado permitia que os nômades se distinguisse entre os seus membros. Além disso, acredita-se que o crânio alongado foi "usado" pelo povo da elite daquele tempo.



Arkaim é uma cidade murada conhecida como a "Stonehenge russa", e poderia ter sido usado pelos povos antigos para estudar as estrelas, igual ao sitio britânico.

RT

#Naty