Translate

quinta-feira, 23 de julho de 2015

LEE HARVEY OSWALD


Ninguém acredita que Lee Harvey Oswald, um ex-fuzileiro ideologicamente confuso (ex-comunista, ex-anticastrista, ex-informante do FBI) tenha matado o presidente John Kennedy em 1963. Mas todo mundo acredita numa mega-conspiração que envolve a KGB, a CIA, Fidel Castro, anticastristas, a Illuminatti, a Maçonaria, Richard Nixon e o complexo industrial militar. Ou seja, mais da metade dos Estados Unidos. No entanto, alguns fatos que envolvem Lee Harvey Oswald são realmente surpreendentes. Veja só:
1. Alguns dias antes do assassinato, Oswald foi à loja de carros usados do vendedor Albert Guy Bogard, em Dallas. Saiu dirigindo feito um doido e afirmou que iria matar o presidente americano. Oswald não sabia dirigir.
2. Poucos meses antes, Oswald foi a uma reunião de castristas em Miami, pediu a palavra e disse: “Vocês não têm culhões. Vou matar o presidente!” Nesta mesma data, garante o FBI, Oswald estava no México tentando conseguir um visto e se mudar para Cuba.
3. Outro Oswald foi visto num estande de tiros, em Dallas, poucos dias antes do crime. Mais uma vez o cara disse que ia matar o presidente, mas ninguém deu muita atenção. Talvez porque, segundo os investigadores, Oswald estivesse em casa neste mesmo dia e horário.
Ou Lee Harvey Oswald foi clonado ou estavam tentando armar pra cima dele. Ou muita gente estava a fim de 15 minutos de fama e enxergou Oswald em tudo quanto era canto.