Translate

sábado, 26 de setembro de 2015

Frequência de Onda no cotidiano humano


A frequência de onda está presente em cada ser humano desde que ele nasce. Ela é gerada pela sua Alma Chama, que ao gerar um pulso aciona-a para que fisicamente ela comece “construir” aqui a sua historia – a sua memória. Portanto, na medida em que o ser humano “vai levando” a sua vida, a sua freqüência de onda vai registrando todos os momentos de seu cotidiano. Ela vai registrando as suas emoções, os seus sentimentos, etc., que com eles vai sendo construída a sua memoria, ao mesmo tempo em que vai mostrando o seu caráter, a sua maneira de ser.
Através deste registro vibracional que os seres das realidades paralelas conseguem identificar a freqüência de onda de cada um, com tudo o que ele é, com tudo que ele já fez e que está fazendo. Com tudo que é o motivo de sua vida atual.
Na verdade a freqüência de onda não é só o registro que identifica alguém na realidade da 3ª dimensão da Terra, ela “se faz” também como a sua verdadeira identidade cósmica, como a sua verdadeira forma vibracional e universal, que se mostra no aqui e agora.
Quando a pessoa tira pela segunda vez a sua frequência de onda ela pode sair com alguma “distorção vibracional”, portanto com um símbolo ou outro não se mostrando como na freqüência de onda original, que é mostrada pelos Ultras em fotos digitais.
Às vezes também é difícil de tirá-la, se a frequência de um grupo de pessoas não estiver alinhada, o que exige ir acertando-a até que todas as pessoas que o compõem estejam harmonizadas e os Ultras (que se mostram “piscando”), possam trazer bem definido em seu corpo a frequência de onda de cada um.
A frequência de onda é de total importância para a pessoa, porque através dela é possível mudanças em relação à sua vida.
O ser humano vivenciando acontecimentos em seu dia a dia, ele está gerando frequências vibracionais positivas ou negativas, que para estas ultimas ele deve manter constante vigilância, com seus pensamentos e comportamentos direcionados ao equilíbrio.
A freqüência de onda é o sinalizador de cada um. Aquele que já a tirou, já tem o seu campo energético registrado por ela, vibrando em sintonia com ela. Portanto, se alguém de maneira irrefletida está em um lugar não aconselhável ou ele pretende ter uma incorreta atitude, tanto os Ultras podem avisá-lo (se tiver a visão periférica), quanto a sua frequencia de onda pode também avisá-lo, provocando nele um momentâneo e inexplicável mal estar, que o direciona (intuitivamente) para que saia daquele local ou que tome outras atitudes.
Mas, aquele em função de sua raiva incontida, de sua inveja incontrolável, entre outras atitudes que geram o quarto caminho, continua totalmente consciente com propósitos nestas freqüências altamente negativas, os seres não têm mais condição de ajudá-lo e nem a sua frequência de onda interfere mais de forma vibratório-positiva, para que mude o seu modo de pensar e de proceder.
Por outro lado,  quando alguém tira a sua frequência de onda, existe a possibilidade de que ele fique de forma vibracional mais ativo, permitindo que os seres (Ultras) fiquem mais presentes em seu campo energético, portanto nele diretamente atuando, agindo e direcionando.
Cada um deve conservar em sua mente o registro (desenho) de sua freqüência de onda, porque ao visualizá-la, ele tem mais facilidade (através dela) lembrar das coisas positivas que já fez – e, que já aprendeu. Se ele não tem facilidade de memorizar, que ele a traga desenhada em um papel e a visualize desta forma.
Esta associado ao mental e ao vibracional, é necessário que se faça tanto exercícios físicos (para o corpo), quanto os outros exercícios (para a mente), que já foram passados. Também deve seguir orientações já dadas para uma alimentação sadia e, sobretudo, levar uma vida menos possível com estresse e com depressão.
É necessário que cada um pense em sua vida de maneira pratica, cuidando dos afazeres cotidianos sem a interferência de procedimentos fanáticos, que o faça esquecer o mundo, mas ao mesmo tempo sem deixar de proceder visando uma vida mais consciente, de mais crescimento interior.
Algumas vezes alguém pode entrar em um tipo de paranóia. Levado por aborrecimentos na convivência do dia a dia, ele acaba por transferir a sua chateação para um procedimento que visa esquecer tudo de positivo que aprendeu. Deixando-se levar cada vez mais pelo “disse que não disse”, vai entrando em um processo agudo de angustia e de tristeza, que pode levá-lo à depressão, já na forma de doença psicossomática.
Neste momento para não chegar “ao fundo do poço”, a sua Vontade deve prevalecer, para que ele aja. Deve recordar do que já aprendeu (nas leituras que já fez ou no que já escutou)  e ativar o seu campo energético através de técnicas que já conhece.
Ele deve dar a volta por cima, abrindo ainda mais o seu campo de energia, tornando-se mais produtivo, mais positivo, mesmo que ainda não acredite totalmente em tudo que está à sua disposição como informação. Neste momento a visualização de sua frequência de onda é imprescindível, dando um clique em sua memória e regatando o que nela está como o seu aprendizado positivo – como seu padrão positivo, para ajudá-lo.
O ser humano está programado para vivenciar o negativo, para o que já está programado (pelo GO) em sua mente. É comum culpar os outros, quando ele está nesta freqüência e não consegue se levantar.
A frequência de onda coloca o ser humano frente a frente com ele mesmo e também o faz como o espelho de seu próximo, permitindo que cada um entenda o outro como ele é – cada um com as suas diferenças. Com a freqüência de onda consegue-se sentir o bem não apenas em uma ou algumas pessoas, mas em todas as pessoas.
Percebendo o Todo, pensando e agindo em relação a ele, isto é proceder em ressonância com a frequência de onda. É gerar a repercussão energética ativa, quando todos (conscientes) estão agindo. Estão como Unidade em movimento.
A freqüência de onda por ser essencialmente vibração – energia, ela permite a pessoa sentir o que é vibração, entender o que é freqüência.
Aquele que está em sintonia com a sua frequência de onda, ela não permite que ele se transforme em uma frequência ambulante negativa, gerando e recebendo energias negativas aonde vai, mas que conserve em uma freqüência harmônica, que faz lembrar e imitar Francisco de Assis, quando disse:
“Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!“.
Todos aqueles que conscientes procuram estar em ressonância com a sua freqüência de onda, que procurem também vibrar na frequência da oração de Francisco de Assis.
Aquele que sempre leva harmonia por onde passa, ele neste padrão positivo consegue que as coisas não só andem para ele, como também para os demais.
O Projeto Portal permite que todos tenham uma boa bagagem energética através de um conteúdo muito bom de informações, que bem utilizada gera uma situação maravilhosa, porque a pessoa volta para si e pode crescer juntamente com as demais.
Antes de duvidar, deve-se experimentar. Estudar e praticar (treinar). É mais inteligente “pagar para ver”. Deve-se observar, ter senso critico aberto para idéias novas, para que estas informações encaixem com as que já se tem.
Não se deve fechar os  canais do Conhecimento, porque se algum deles estiver fechado na crença que determinadas informações são verdadeiras, outras que poderiam ser mais esclarecedoras e, inclusive, complementar aquelas que o buscador já tem, o esforço dele fica pela metade e, com isto, ele fica também pela metade.
A pessoa após adquirir novos conhecimentos (depois de estudá-los), ela deve experimentar as técnicas se por ventura estes novos conhecimentos pedem isto, para depois aprimorá-las se for o caso.
O importante é sempre procurar ter uma nova visão do mundo, aprender a perceber a diversidade das coisas. Não valorizar aquelas informações que teimam em ser velhas e que por serem também castradoras, geram a couraça que por ela nada entra e nada deixa experimentar.
Para experienciar com as realidades paralelas, tem que existir mente aberta, sentir o coração cheio de “algo” positivo. Deve-se preparar para vivenciar uma coisa boa e sentir uma sensação gostosa.
Interagir com as realidades paralelas é ter um sentimento mais verdadeiro, apesar de dizerem “que realidade” é a que o ser humano está vivenciando.
Infelizmente, vivenciando “o real” de um mundo em que a mídia está constantemente trazendo informações que deprimem. Informações que retratam a realidade deste mundo físico regido por atitudes de ódio, de violência e de miséria em todos os sentidos. E o pior de tudo é que as pessoas já estão ficando cada vez mais insensíveis com essa toda situação.
Aquele que já tem conhecimento de sua freqüência de onda, ele não deve entrar em sintonia com esta loucura humana global. Ele deve olhar para dentro de si e, sem se deixar contaminar, entrar em uma freqüência vibracional própria para que dê um “clique” e mude o foco investindo-se em seu crescimento.
Mesmo que fisicamente esteja no meio desta loucura humana global, que a sua mente não esteja. Ele deve aumentar o seu padrão consciencial (nível 19), mas para isto deve elevar a sua freqüência vibracional.
A freqüência vibracional é a soma de todos os procedimentos cotidianos de alguém. É o resultado de como ele procede em casa, no trabalho e na rua. Mas, principalmente é como ele age em relação a si mesmo. A soma de tudo isto que lhe dá o numero na Escala Consciencial, que está relacionada às frequências vibracionais por ele geradas.
Ele utilizando desta sua “visão” vibracional, deve se valer de uma percepção mais ampla, que sendo também mais profunda e ao mesmo tempo mais distante se isole destas energias negativas (não das pessoas).
Que ele “pense grande” e aja desta maneira, mas sempre voltado para si e para os semelhantes, porque possuidores de uma estrela gigantesca em seus corações, todos são realmente semelhantes, apenas possuidores de freqüências diferentes.
Como cada um é responsável por si, cada um deve fazer a sua parte, sabendo jogar bem no grande jogo da vida. Ele deve se conduzir com equilíbrio dentro de uma medida certa, para que as coisas possam também fluir corretamente, sem nenhuma possibilidade que ele entre no quarto caminho por condutas excessivas e mesmo fanáticas. Portanto, se ele estiver em padrão consciencial alto, conserve-o, não se irritando, não se desarmonizando.
Se alguém tiver que mudar o direcionamento de sua vida, que ele mude, mas aos poucos sondando o que no momento pode fazer, sem atropelos e sem reclamações. E sempre que possível tenha em mente a sua freqüência de onda, porque com esta visualização ele recordando de algumas experiências positivas passadas, elas poderão como referencias ajudá-lo neste momento.
http://pegasus.portal.nom.br/