Translate

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O gelo polar encerra um misterioso evento cósmico do século VIII


Especialistas descobriram vestígios em extensas camadas de gelo de centenas de anos de idade que podem confirmar que, em meados dos séculos VIII e IX a Terra foi atingida por dois poderosos raios cósmicos vindos aparentemente do sol. Este fenômeno se repetido hoje, as consequências seriam catastróficas.


Se repetisse uma tormenta geomagnética similar, as consequências para a Terra seriam "extremamente destrutivas". Diz a pesquisadora do Departamento de Geologia da Universidade sueca de Lund Raimund Muscheler, chefe de um estudo publicado na revista 'Nature'. Redes e usinas de energia, sistemas de comunicação e até mesmo satélites em órbita, seriam os mais afetados.

Muscheler e sua equipe basearam seu estudo sobre as conclusões  de um grupo de japoneses que analisaram anéis de duas árvores de cedro antigos (que podem determinar sua idade) mostrou que os correspondentes aos anos 774 e 775 dC tinham grandes quantidades de carbono-14 radioativo em comparação com os outros anos.

Tais conclusões permitiram associar o fenômeno encontrado nos cedros com as concentrações de Berilio 10 (isótopo radioativo utilizado para medir a idade das geleiras) e Cloro 36 que  encontraram nas massas de gelo a partir de análises isotópico e químicos de suas estruturas.

Até então, pensava-se que o evento só poderia ter sido causado por duas razões: uma forte explosão na superfície do Sol ou a morte violenta de uma supernova. No entanto, a presença destes dois elementos ao mesmo tempo, só poderia ser o resultado de "bombardeamento 'de prótons a partir do sol, diz a publicação.

Apesar das conclusões do Professor Muscheler, ainda não pode plenamente afirmar a origem do evento. No entanto, segundo os especialistas, até agora não houve uma tempestade dessa magnitude. Nem sequer pode ser comparado a tempestade solar de 1859, também conhecido como o evento Carrington, o que causou cortes e curtos-circuitos., numerosos incêndios e inúmeras auroras norte e sul.
RT

#Naty