Translate

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

A Força da Mente e o Crescimento das Plantas


"Converse com suas plantas e ajude-as a crescer", foi um slogan muito em moda nos anos 60. Mas parece que havia um método naquela loucura. Provas científicas reunidas pelo morfologista Bernard Grad, da Universidade McGill, demonstram que algumas pessoas podem usar a força mental para ajudar as plantas a se desenvolverem.


Para realizar a experiência, Bernard Grad plantou sementes de cevada em diversos canteiros, onde foram aguadas com uma solução salina para impedir seu crescimento. O truque era que alguns dos copos com a solução haviam sido "tratados" pelo médium húngaro Oskar Estebany, que transferira para eles seus poderes de cura. Não é preciso dizer que os canteiros regados com a solução especialmente tratada pelo médium produziram mais do que aqueles que receberam o solução salina comum.

Grad repetiu o experimento, mas dessa vez usou dois pacientes mentais, que sofriam de psicose maníaco-depressiva, para cuidar das plantas. Ele queria ver se o humor de uma pessoa podia influenciar o desenvolvimento das plantas. Os pacientes foram simplesmente instruídos a segurar os copos de água antes de as plantas serem regadas. O desenvolvimento dos canteiros foi posteriormente comparado com o de canteiros de um assistente de laboratório, que participara do trabalho original com Estebany. Os resultados foram parcialmente coerentes com a pesquisa anterior. Os canteiros do laboratorista se desenvolveram mais do que os dos doentes mentais. Mas os canteiros de uma outra paciente também cresceram bem.
O dr. Grad ficou confuso com os resultados, até descobrir um dado novo: ao saber que ia participar do experimento, a paciente ficara tão emocionada que saíra de seu estado depressivo.