Translate

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Cada buraco negro pode conter outro universo, de acordo com cientistas


E se os buracos negros de fato fossem passagens cósmicas que levam a diferentes universos e realidades alternativas?  De acordo com um estudo publicado no periódico Physics Letters B, isto pode ser real.

Há uma forte possibilidade de que todo o buraco negro no Universo seja, de fato, um portal para outro universo. Por exemplo, nosso Universo pode estar localizado dentro de um buraco negro que, por sua vez, é parte de um universo muito maior; aquele universo poderia ser parte de outro, e assim por diante.  Isto significa que todos os buracos negros encontrados no Universo até hoje, do menor até o maior, poderiam na realmente ser portais que levam para realidades alternativas.
A nova intrigante teoria propõem que um buraco negro possa ser utilizado como um túnel, ou em outras palavras, como um buraco de minhoca entre multiversos.  Os pesquisadores propõem que a matéria atraída pelo buraco negro não entra em colapso num único ponto, como pensava-se anteriormente, mas sim sai pelo outro lado por um ‘buraco branco’.
A teoria apresentada no Periódico Physics Letters Bescrita pelo físico Nikodem Poplawski, apresenta novos modelos matemáticos do movimento espiral da matéria que cai dentro de um buraco negro.
De acordo com a equação de Poplawski, buracos de minhoca podem ser alternativas viáveis de ‘singularidades de espaço-tempo’, propostas pelo grande Albert Einstein, que de acordo com ele estão localizadas nos centros de buracos negros por todo o Universo.
Segundo a teoria proposta por Einstein, as singularidades não tomam espaço, e acredita-se serem infinitamente densas e infinitamente quentes. As ‘singularidades’ são criadas quando a matéria numa certa região se torna super densa, bem como acredita-se que ocorre nos centros ultra densos de um buraco negro.  Este conceito tem sido indicado por numerosas linhas de ‘evidência’, todavia muitos cientistas ao redor do globo acham difícil de acreditar e muito menos aceitar.
Contudo, se a teoria proposta por Poplawski for correta, os cientistas não mais teriam que permanecer céticos.  De acordo com as novas equações, a matéria absorvida por um dado buraco negro e consequentemente ‘destruída’, é na verdade expelida e finalmente servirá como bloco de construção para estrelas, galáxias, planetas, numa realidade totalmente diferente.
Poplawski está seguro que a aceitação de buracos negros como buracos de minhoca poderia explicar vários mistérios nas visões da cosmologia de hoje.  Entre esses mistérios está o Big Bang.  De acordo com cientistas, o Universo começou como uma singularidade, mas os pesquisadores não têm uma explicação satisfatória de como é possível para uma singularidade se formar no espaço.
O cientista diz que se o nosso Universo foi criado por um buraco branco, ao invés da proposta singularidade,“isto resolveria este problema das singularidades [do tipo] buracos negros e também da singularidade Big Bang.”
 De forma interessante, segundo Poplawski, não somente sua teoria explica o Big Bang, mas também poderia explicar a segunda explosão mais poderosa do Universo após o Big Bang, as explosões de raios gama.
Acredita-se que as explosões de raios gama ocorrem nas extremidades do Universo conhecido e que sejam associadas diretamente com supernovas em galáxias distantes. Porém, sua verdadeira origem ainda permanece um mistério para os cientistas.
Poplawski diz que sua teoria também poderia explicar as explosões de raio gama.  Ele propõe que essas explosões que estamos registrando sejam na verdade as descargas de outros universos.  Segundo ele, a matéria poderia estar escapando para dentro do nosso Universo através de buracos negros super massivos – também conhecidos como portais para universos – no coração de outras galáxias.

Testando o que não se pode testar?

Mas como podemos testar a teoria proposta pelo Dr. Poplawski?  Bem, há uma forma de ver se ele está correto.  Alguns dos buracos negros encontrados em nosso Universos na verdade rotacionam e, se no nosso universo foi criado dentro de um buraco negro que gira de forma similiar, então o Universo no qual existimos deveria ter herdado a rotação dos objetos de origem.
“Se experimentos futuros revelarem que o nosso Universo pareça rodar numa direção preferencial, isto seria uma evidência indireta que apoiaria a teoria do buraco de minhoca”, disse Poplawski
O novo modelo proposto por Poplawki não é o primeiro a propor que outros universos existem dentro de buracos negros. Damien Easson, um físico teórico da Universidade do Estado do Arizona, teorizou sobre esta possibilidade em estudos anteriores.
“O que é novo aqui é  uma solução real  de buraco de minhoca na relatividade geral, que age como uma passagem de um buraco negro exterior para o novo universo interior”, disse Easson, que não esteve envolvido no novo estudo.
“Em nosso trabalho, somente especulamos que tal solução poderia existir, mas Poplawski encontrou uma solução real”, disse Easson.
Todavia, a ideia ainda é especulativa, disse Easson num e-mail para o National Geographic.
“A ideia é possível?  Sim.  O cenário é provável?  Não tenho a mínima ideia. Mas certamente se trata de uma possibilidade interessante.”
Embora a teoria seja certamente interessante, e poderia se tornar um dia o roteiro perfeito para um filme de ficção científica, ela ainda não explica as origens do nosso Universo.
De acordo com Andreas Albrecht, um físico da Universidade da Califórnia, ela não explica como o ‘universo pai’ começou a sua existência, ou por que ele tem as características e propriedades que tem, que são as mesmas características e propriedades que o nosso Universo supostamente herdou.
“Realmente há alguns problemas que estamos tentando resolver, e não está claro que isto esteja oferecendo um caminho para a resolução”, ele disse.
Parece afinal que estas teorias revolucionárias propõem conceitos que são muito prováveis e improváveis ao mesmo tempo.  A verdade é que com cada nova teoria proposta pelos pesquisadores que tentam descobrir como ‘tudo’ veio a existir, novas questões são levantadas, as quais alimentam o mistério ainda mais.
Via OVNI HOJE