Translate

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Metade da nova equipe de astronautas da NASA é formada por mulheres


Pela primeira vez na história, as mulheres correspondem a 50% da equipe de astronautas da NASA. E, se tudo der certo, algumas delas podem fazer parte da missão tripulada que a agência espacial americana pretende enviar para Marte em 2030.
Serão 56 milhões de quilômetros da Terra até Marte, uma viagem que durará pelo menos nove meses. Mas a missão é das grandes: com a recente descoberta de evidências de água líquida no planeta vermelho, os astronautas serão responsáveis por colaborar com importantes estudos científicos.

A formação em si não é nada fácil. Segundo a revista Glamouras astronautas da nova turma foram selecionadas entre seis mil candidatos e passaram dois anos treinando com jets supersônicos, mergulho em grandes profundidades e voos de avião em altas velocidades. Por conta disso, os viajantes do espaço têm que estar nas melhores condições possíveis. No processo seletivo realizado pela NASA em 2015, algumas das exigências eram que os candidatos tivessem cidadania nos Estados Unidos; diploma nos campos de ciência, tecnologia, engenharia ou matemática; ter mais de três anos de experiência nessas áreas; condições físicas para participar dos treinos e, claro, paixão pela ciência. 
Participar da missão para Marte para elas é um grande sonho. "Do espaço você não vê fronteiras. O que você vê é um planeta só. Nós estamos nele, tão bravos uns com os outros.Gostaria que mais pessoas pudessem tomar um tempo para entender e apreciar o quão pequena a Terra é, e o quanto dependemos uns dos outros", diz a astronauta Anne McClain.