Translate

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

VATICANO


A Inglaterra era um país católico até que Elizabeth I, filha de Henrique VIII e Ana Bolena assumiu o trono em 1558 e adotou o protestantismo como religião oficial, rompendo com o Vaticano. As potências católicas da época, Portugal e Espanha, tentaram derrubar a rainha “usurpadora”, mas acabaram derrotadas. Tudo isso é história antiga, mas não para a organização A-Albionic Consulting and Research, baseada em Ferndale, Michigan, EUA. Segundo os A-Albionic, a guerra entre os Windsor e o Vaticano nunca acabou. Eles estão empenhados numa batalha subterrânea pelo controle do mundo.
Do lado dos Windsor estão alinhados o sistema financeiro internacional, a KGB, a Maçonaria, a Illuminati, as seitas da Nova Era, etc. Do lado do Vaticano estão a Máfia, a CIA, os Cavaleiros de Malta, partidos de direita, grupos ocultistas cristãos, etc.
Segundo a A-Albionic, Diana Spencer, uma descendente da casa dos Stuart (os legítimos herdeiros católicos do trono), era uma agente do Vaticano infiltrada entre os Windsor. Quando foi descoberta, o MI-6 a matou.