Translate

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Os astrônomos conseguiram detectar um sinal estranho e poderosíssimo, vindo do espaço exterior profundo, a uma distância de 5.500 milhões de anos luz. Eles supõem se tratar de uma explosão massiva de ondas de rádio, um fenômeno cósmico conhecido como blitzar.
Os chamados blitzar são uma explosão de radiação eletromagnética, que dura somente um milésimo de segundo, embora produzam uma energia equivalente à gerada pelo Sol durante milhões de anos. Segundo Emily Petroff, da Universidade Swinburne, na Austrália, e membro da equipe que monitorou o fenômeno através de radiotelescópios, a origem do clarão está localizada nas proximidades da constelação de Aquário. E essa informação permite aos especialistas descartar outras causas, como surtos de raios gama e supernovas.
Os dados obtidos no observatório tornaram possível a descoberta de novas propriedades sobre os blitzar. A onda de radiação eletromagnética é polarizada de forma circular, e não linear, como se acreditava anteriormente, o que prova que ela vibra em duas superfícies planas. A partir das fontes de energia dessas ondas, os astrônomos podem calcular a densidade do meio interestelar, o que lhes permitiria decifrar um dos maiores enigmas sobre a evolução do universo.
Fonte: New Scientist