Translate

terça-feira, 3 de março de 2015

Há mais de um universo?

Apesar das diversas teorias, o universo permanece um mistério para a ciência (Shutterstock)


Ou o universo é finito ou é infinito. Se ele é infinito, o físico Brian Greene diz que isso significa que universos paralelos provavelmente existem.
Ele usou uma metáfora para explicar a ideia de NPR: Imagine o universo como um baralho de cartas. “Agora, se você embaralhar as cartas, há diversas ordenações que podem acontecer”, disse Greene. “Se você embaralhar as cartas muitas vezes, as ordens terão que se repetir. Da mesma forma, com um universo infinito e um número finito de aspectos da matéria, a forma em que a matéria se organiza tem que se repetir.”
Greene disse que muitos teóricos estão abordando seriamente a possibilidade de um multiverso, abordando-o de diferentes ângulos.
Confira aqui alguns destes ângulos:
1. Universos em bolhas
Teoria busca explicar a formação do universo em uma comparação com bolhas (Shutterstock)
Teoria busca explicar a formação do universo através de uma comparação com bolhas (Shutterstock)
O cosmólogo da Universidade de Tufts, Alexander Vilenkin, diz que bolsões de espaço podem ter começado a inflar após o Big Bang, criando muitos “universos bolhas” isolados.
Nossa bolha parou de inflar, criando certas condições aqui em nosso universo. Porém, outros universos continuam a inflar e possuem propriedades físicas muito diferentes das do nosso, de acordo com a teoria de Vilenkin.
2. Nosso universo é uma projeção de outro universo
A teoria das cordas vê o universo como um mundo feito de finas cordas vibrando. Essas cordas criam a atração atualmente conhecida como gravidade. O mundo das cordas é entendido como um holograma projetado de um cosmo de uma dimensão inferior, um que é mais simples, mais plano e sem gravidade.
3. Enorme vazio no espaço poderia ser o canal para outro universo, diz físico
Um vazio no espaço, com 1 bilhão de anos-luz de extensão, deixou os cientistas perplexos quando descoberto em 2007. Em seguida, outro vazio abrangendo 3,5 bilhões de anos-luz foi descoberto em 2009. Esses vazios não podem ser explicados pelo atual entendimento da estrutura e evolução do universo. Vazios deste tamanho não poderiam ter se formado na quantidade de tempo que passou desde o Big Bang, eles exigem muito mais tempo para se formar.
Laura Mersini-Houghton, física teórica e professora associada à Universidade da Carolina do Norte, disse à New Scientist: “É a impressão inconfundível de um outro universo no limite do nosso”. Ela diz que o entrelaçamento quântico entre o nosso universo e o outro deixou um vazio com separação entre eles.
4. Universos paralelos que poderiam se chocar
O Big Bang é a atual teoria da origem do universo, e pode ter sido causado pela colisão entre dois universos tridimensionais em outro espaço dimensional. O Big Bang pode ter sido um dos vários Big Bangs, a criação pode ser cíclica, de acordo com Paul Steinhardt, professor de física na Universidade de Princeton, e Neil Turok, diretor do Instituto Perimeter, em Ontário, Canadá.
A teoria deles é parcialmente baseada na teoria das supercordas. Elas são citadas na descrição do livro deles, Infinito Universo além do Big Bang: “Nós afirmamos que o que pensamos como o momento da criação, era apenas parte de um ciclo infinito de colisões titânicas entre o nosso universo e um mundo paralelo”.