Translate

terça-feira, 3 de março de 2015

Stonehenge ainda é um dos maiores enigmas da humanidade



Ainda não existe uma teoria conclusiva sobre os motivos da construção de Stonehenge (Garethwiscombe / Wikicommons)


Em 2007, arqueólogos descobriram uma pequena aldeia na Grã-Bretanha, que remonta ao período Neolítico (7.000 a 4.000 a.C.). A aldeia foi encontrada próxima ao sitio arqueológico conhecido como Stonehenge (ou Círculo de Pedras, em português), Patrimônio Mundial da Humanidade.
A pouco mais de três quilômetros a nordeste do monumento, Mike Parker Pearson e o Projeto Stonehenge Riverside descobriram um local conhecido como “Muros de Durrington” (Durrington Walls). Construído principalmente de madeira, estima-se que a aldeia tenha sido construída entre 2600 e 2500 a.C. Apesar de sua antiguidade, as moradias foram encontradas em surpreendente estado de conservação.
Uma vez que o monumento de Stonehenge pertence aproximadamente ao mesmo período, os especialistas conjecturam que a vila, tenha sido o local de residência dos seus construtores.
A partir de 2003, uma investigação financiada pela National Geographic escavou casas, camas e outros itens de mobiliário de madeira, um caminho de pedra, e até mesmo pegadas em argila. Além das relíquias da vida cotidiana, os arqueólogos descobriram uma estrutura de postes de madeira arranjados em círculos concêntricos. Os pesquisadores acreditam que a estrutura seja uma réplica em madeira do monumento de Stonehenge, localizado nas proximidades.
Outra descoberta curiosa no local tem sido a grande quantidade de cerâmica quebrada e restos de animais espalhados pela vila. Os pesquisadores sugerem que os habitantes da aldeia não eram simplesmente descuidados. Em vez disso, eles afirmam que esses artefatos quebrados e restos de animais sejam produtos de cerimônias religiosas. Alguns também acreditam que a aldeia não era um local de residência permanente, e sim uma moradia temporária, utilizadas em reuniões periódicas.
Stonehenge é uma das estruturas arquitetônicas mais enigmáticas do planeta e, talvez, o destino turístico mais popular na Grã-Bretanha. O mistério desta grandiosa estrutura de pedra se deve, em parte, à falta de uma explicação de como uma tecnologia primitiva poderia ter movido os blocos gigantes de pedra. Algumas das pedras do monumento pesam entre 25 e 45 toneladas, e foram trazidas de uma pedreira localizada a muitos quilômetros de distância. Além disso, os blocos estão colocados de tal forma que desafiam até mesmo a tecnologia moderna.
Ainda não existe uma teoria conclusiva sobre os motivos da construção de Stonehenge. Apesar de a maioria dos pesquisadores aceitar a hipótese de que Stonehenge tenha sido um lugar de adoração usado para honrar os mortos, também foi proposto que o local tenha servido para outros tipos de rituais religiosos ou para a observação astronômica. Sabe-se que os seus construtores tinham conhecimento da astronomia, já que se descobriu que, nos equinócios e solstícios, o sol nascente brilha diretamente através do eixo da estrutura.
Embora pareça bastante primitivo, à primeira vista, os investigadores continuam a descobrir a quão sofisticada é a estrutura de Stonehenge. Em seu livro “Stonehenge Decoded” (Stonehenge Decifrado), o professor de astronomia Gerald Hawkins descreve como a estrutura pode ser usada para prever eclipses com exatidão. Da mesma forma, em “Stonehenge: Sun, Moon, Wandering Stars” (Stonehenge: Sol, Lua, Estrelas Errantes), M. W. Postins revela como Stonehenge, em sua relação com vários sítios arqueológicos na área circundante, tais como os Círculos de Aubrey, apresenta correlações como todo o sistema solar.
Embora o Projeto Stonehenge Riverside forneça as hipóteses mais recentes a respeito dos possíveis construtores do monumento, elas não são de modo algum as únicas. Muitos pesquisadores acreditam que a construção da estrutura tenha recebido a contribuição de diferentes grupos ao longo de milhares de anos. O historiador do século XII, Giraldus Cambrensis, sugeriu até mesmo que o lendário arturiano Merlin tenha estado pessoalmente evolvido na construção de Stonehenge!
Mas quem quer que tenham sido os responsáveis pela construção de Stonehenge, como seus construtores foram capazes de mover e arranjar estrategicamente as enormes pedras? E como eles puderam obter conhecimentos astronômicos tão detalhados milhares de anos antes da invenção do telescópio?
Epoch Times