Translate

segunda-feira, 23 de março de 2015

O Grande Colisor de Hádrons põe em duvida a teoria do Big Bang


Cientistas do CERN relançam o Grande Colisor de Hádrons (LHC). O dispositivo, que já encontrou o bóson de Higgs em 2013, servirá agora para localizar micro furos pretos que podem não só revelar universos paralelos, mas também colocar a famosa teoria do Big Bang em dúvida.
A descoberta de tais microfuros em um certo nível de energia é um passo a frente para provar a teoria da «gravidade arco íris", que nunca foi nada parecido com um certo ponto de início do universo, e, de fato, universo se move para trás no tempo por tempo indeterminado.
A teoria da "gravidade arco-íris » baseia-se no pressuposto de que o efeito da gravidade sobre os cosmos pode sentir-se de forma diferente em relação ao comprimento das ondas de luz.
Até certo ponto, esta teoria procura conciliar a teoria da relatividade geral de Einstein e a mecânica quântica.
"Nós calculamos a energia com o que nós esperamos detectar esses mini buracos negros na 'gravidade arco-íris ". Caso seja detectado, será verdade que ambos (gravidade arco iris e as outras dimensões) existam ", disse ele Phys.org Dr. Mir Faizal, professor da Universidade de Waterloo. "Nós assumimos que a gravidade é capaz de infiltrar-se em outras dimensões. Se assim for, pode produzir buracos negros no LHC ", diz o cientista.
Desta vez, no CERN propôs duplicar a energia de colisão depois de uma profunda melhoria das instalações efetuadas durante os últimos dois anos. Com o novo experimento os cientistas esperam encontrar a primeira evidência da existência de uma outra realidade para além do nosso universo.
RT