Translate

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Um cientista britânico afirma ter descoberto um yeti


Bryan Sykes, Professor na Universidade de Oxford (Reino Unido), afirma ter descoberto um yeti "em uma mulher selvagem" chamada Zana, que morava em Ochamchira, uma cidade na Abcásia durante o século XIX.

Tendo amostras de saliva analisadas de seis parentes da mulher e os dentes de seu filho falecido Khwit, o cientista concluiu que Zana poderia ser um yeti, relata o jornal 'Daily Mail' .

Apesar do fato de que o teste de DNA revelou que os ancestrais de seus descendentes vieram da África sub-saariana, o cientista afirma que Zana não se parecia com nenhuma das espécies conhecidas antes.

Capturado pelos comerciantes locais nas montanhas do Cáucaso entre Rússia e Geórgia, Zana foi descrita por testemunhas como uma mulher de 1,98 metros de altura ", cujas características físicas correspondia a um animal selvagem".
RT