Translate

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Miriam


Miriam (pseudônimo) teve uma experiência de vidas passadas
particularmente traumatizante onde foi uma criança que se perdeu na mata e acabou morrendo. O relato se inicia com um tom lúgubre de solidão e abandono.
Ao desencarnar, a criança se vê só por alguns momentos, depois
encontra cinco seres “diferentes”, com olhos grandes, azulados e de cabeça redonda. Apesar da estranheza que os seres lhe causam, ela percebe de imediato que são amorosos. Estes seres a levam para um planeta onde existe uma base arcturiana. No planeta de destino Miriam se sente mal e sofre de náuseas, e precisa ser tratada. Ela visita uma cidade “metálica” em um planeta avermelhado.
Como acontece com frequência, ela é recebida como sendo já
esperada, como amigos que se reencontram. Essa reação é
frequentemente relatada por aqueles que têm encontros com seres desta natureza.
Mais adiante, ela tem um encontro com uma entidade magnífica
que se identifica como sendo o Arcanjo Miguel. Cassyah adiciona que o Arcanjo Miguel e Ashtar Sheran são a mesma pessoa, e que sendo assim este encontro faz mais sentido, como sendo um encontro com seres extraterrestres de Luz no plano astral superior. Além de Ashtar/Arcanjo Miguel, estava ali presente uma entidade que se identificou com um nome como “Ashitzu”, de volumosos cabelos brancos.
Como acontece com frequência, fez-se necessário repassar o
momento da morte antes que Miriam pudesse acessar os seus guias no mundo espiritual. Muitos indivíduos não conseguem ir
diretamente à quarta dimensão, a dimensão espiritual, outro lado
da vida.
Na presente transcrição, “M” representa Miriam e “C”, Cassyah.



C - Você parece estar triste, porque você está triste?
M - Sozinha. Perdida.
C - Sente muita solidão e tristeza, você que é criança, porque está sozinha? Você se perdeu ou fugiu?
M - Eu me perdi. Estou no mato.
C - Você tem que caçar? Sente medo?
M - À noite, tenho frio. É muito grande.
C - E de dia?
M - Frio e úmido. Tenho dor nos pés.
C - Mas afinal, o que fizeram com você?
M - Está difícil...eu nem sempre vivi aqui. Saí do carro, correndo. Eu fui brincar.
É. (choro intenso) estou perdida.
C - Mas alguém vai te encontrar. Vamos avançar três dias.
M - Tem muitas árvores. Estou com fome. Ninguém me achou,
estou com medo de sair daqui. Tem um rio. Sozinha. (agora trinta
dias mais tarde). Estou fraca. A cabeça dói. Cansada. Eu vou ficar aqui. Eu vou morrer.
C - Então, eu vou contar até três e você vai para o exato momento da sua morte, como está agora?
M - Fraca. Não tenho forças... (som distorcido).
C - E agora, já fez a passagem. Vê a Luz?
M - Eu vejo meu corpo sofrido, muito. Quero embora... Está difícil, tudo escuro...eu vejo Luz, eu sou Luz.
C - Agora tudo é Luz. Agora um ser de Luz vem te receber. Percebe uma presença?
M - Não tem ninguém. Já vi. (choro intenso) Estou muito feliz, tem bastante gente.
Cinco pessoas vêm me receber, eu não os conheço, são diferentes.
C - Ele se aproximou? Converse com ele. Ele é um irmão da Luz que pode trazer todas as informações que você precisa.
M - Ele é diferente, tem olho grande, a cabeça redonda, é pálido,
azulado. Não tem boca. Ele é muito amoroso, olhos bem grandes.
Eu ouço música, mas não consigo ouvi-lo. Somos amigos. Não estou mais perdida. Somos amigos Arcturianos. Arcturianoooosss...Você não está sozinha.
Ele diz que meu filho é um deles (vida atual). Muito amado. Ele é
meu caminho, ele veio me ajudar a chegar nele, ele está me
conduzindo, entendo que meu filho é muito iluminado, ahhhh...
Meu filho não vai ficar muito tempo comigo. Vou ter que ficar sem
ele. Ele pede para eu ter calma. Eu quero sair daqui. Pediram para eu ficar.
C - Não é fugindo que você vai resolver isso.
M - Eu já estive lá com eles, vou sempre lá. Eu já conheço. Eles
esperam que eu fique lá. Eu vou ficar com eles. Acho que eles
querem ir embora agora.
C - Acho que eles viram sua reação e eles ficaram com receio. (Sobre o filho da vida atual não ficar muito tempo com ela).
M - Eles estão falando de um planeta aqui perto, e que eu vou com eles. Vamos juntos.
C - Então vá para lá conhecer...
M - Existe uma porta grande, fechada, tenho que passar por ela.
Ah!... Que lindo! Muitas estrelas, muitas. Uma espaçonave. De lá
vejo todo o espaço.
Três deles. Mas de braços cruzados (risos)! Ele conta piadas! Ele
quer que eu fique alegre (risos). Ah, tem uma escada atrás de mim.
Para descer da nave.
É seco, e me causa náuseas, não consigo ficar aqui, estou com
vontade de vomitar, mas ele vai à frente e quer que eu o siga. Agora ele me deu a mão. Mas ele me levou para outro lugar, e que o mal estar vai passar quando eu entrar (sons de vomito). É tudo de metal.
Cromado, cinza. Tem uns prédios compridos e finos, onde ele mora, ah, que lindo!
É tudo limpo, não tem pó. Não tem sol. Tem um prédio redondo
com vidro e eu vou pra lá com ele.
C - Vá para lá.
M - Estou à porta, à frente do prédio. Há uma sala, uma mesa. Eu deito nela.
Eu não vou gritar. Ele me dá a mão, pondo a mão sobre o meu
estomago, ele quer fazer algo em mim, sinto náusea, muita náusea (vomita). Ele ouve meu estômago, minha barriga, olha para mim e eu sinto amor, é muito curioso, muito amoroso.
C - Qual é o nome dele?
Não entendo bem, Gundan. G...ele tem que ver minha barriga.
Ele mandou que eu sentasse. Ele é azul, estranho ele tem uma cor azul esverdeado, como gelo (risos). Ele disse que é mais bonito que eu (risos). Ele acha que nós não somos bonitos. Vou perguntar o nome dele. Ele disse um nome, mas acho que não é esse não. Ju...J uma letra quadrada! Depois um traço, com uma volta.
Peça para ele escrever na sua tela mental com letras nossas.
M - Juliu. Júlio? Ele escreve com essas letras esquisitas. Juliel. Ele está rindo de novo.
Ele é Juliel, ou Juliol, algo assim. Julian. (risos) Passou (o mal estar).
C - Agora pergunte se ele pode levá-la até a Confederação.
M - Ele tocou meu ombro e está caminhando do meu lado, estamos subindo uma rampa, estamos na rua de novo. Vejo estrelas lindas, diferentes, e tudo é cinza com vermelho.
C - Sim, Arcturus é vermelha (uma estrela gigante vermelha, talvez o brilho da própria estrela nesse caso refletindo sobre o planeta).
Estamos na nave, novamente. A nave está parada. A nave já chegou.
Não dá para sair da nave, tem um homem aqui. Ele tem uma roupa azul e preta. Eu não consigo ver o rosto. Ah, é um anjo.
Eu não consigo sair da nave. Ele está de costas.
C - Diga “Eu sou luz” e olhe para ele.
M - Tudo bem, esta tudo bem, mas é difícil para eu descrever. Ele não está colaborando, acho que ele...Não responde, não responde!
Ele disse que é Miguel?
C - Não critique com a mente racional.
M - Disse para você me dizer quem ele é, parece Miguel Arcanjo, eu estou, estou tão emocionada. Que eu devo compreender. Que eu estou tão emocionada, eu não... (sem palavras) ele disse que eu demorei muito, que deveria ter vindo antes, que já era esperada há muito tempo, que eu percorri caminhos que nos separaram, mas que agora estou aqui, para recuperar o tempo. Ele me disse que eu sempre vou ali com eles.
C - Eles vão te ensinar e mostrar qual seu papel com eles...(som
inaudível interrompe a fala) e tudo o que não for Luz vai abandonar você agora. Fique na paz do Arcanjo Miguel, jogando fora o que não é bom. Ele tem algo mais para falar.
M - Ele disse que eu já estive lá, sempre. Estou sem ar, não consigo respirar. Eu sou Luz. Ele segura minha mão e fala muitas coisas. Ele disse que eu já sei tudo, só falta acessar, que eu sei o que tem que fazer.
C - Agora você vai desbloquear. A partir de agora vai lembrar, em
slides e sonhos, agora vai quebrar a barreira.
M - Ele é tão bonito, né? É azul e comprida sua roupa, uma capa que vai até o joelho, parece um rei. Estou muito impressionada com a roupa (tosse, falta de ar).
C - Na próxima vez terá mais detalhes. Você vai começar a se
lembrar conscientemente. Certo?
M - (Risos) ele disse que eu volto ali sempre. Parece que eu vivo lá, pelo que ele diz. Parece que ali é minha casa, não aqui, minha
origem estelar. Então é isso... Não na Terra. Eu já vivo aqui. Uma
parte do mim está ancorada aqui. Perguntei se sou Arcturiana, ele disse “Não, humana”...Mas que eu conheço muita ciência cuido de crianças e ando livremente por ali. Ele disse que não posso ficar mais lá.
Ele tem cabelo branco! E é alto, com cabelo alto (volumoso?),
apesar de parecer jovem. O nome deste é Ashitzu (parece não ser mais o Arcanjo Miguel).
C - Então agradeça a todos eles. É hora de voltar (fim do áudio)

Conversando com os
Extraterrestres
Por
Cassyah Faria