Translate

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O mistério da "Bíblia do Diabo": O autor foi realmente possuído ?


O Codex Gigas, também conhecida como a "Bíblia do Diabo", é um pergaminho medieval, antigo manuscrito escrito em latim e criado no início do século XIII. Em uma de suas páginas Lúcifer aparece a cores, ameaçador, o que levou muitos a acreditar que ele é amaldiçoado.
Atualmente, o Codex Gigas é vigiado pela Biblioteca Nacional de Estocolmo. Este manuscrito foi considerada a oitava maravilha do mundo, devido ao seu tamanho impressionante (74 kg) e 160 peles de animais foram necessários para o processamento. Enquanto o  autor deste trabalho, está ainda coberto por um halo de mistério,  diz relatórios  do " The Daily Mail ".

Diz a lenda que um monge beneditino foi sentenciado a ser emparedado vivo por quebrar seus votos monásticos. Para evitar a punição, o monge prometeu escrever uma obra monumental que honraria o mosteiro em uma noite, um códice que continha a Bíblia e todo o conhecimento do mundo. À meia-noite, desesperado pelo tempo estipulado,  ele procurou a ajuda de Satanás e fez um pacto com o diabo para terminar o livro  em troca de sua alma. Lúcifer aceita e assinou o trabalho adicionando um auto-retrato de si mesmo.

A analise da escritura realizada pelo arquivista e paleógrafo Michael Gullick da Biblioteca Nacional de Suécia falou que foi um só escrivão que realizou o manuscrito completo . Também dentro do texto, uma única assinatura aparece: 'Hermann inclusis'.

Como eles continuam a realizar exames e ensaios para recriar a caligrafia deste manuscrito, resultados preliminares sugerem que o autor teria levado  cinco anos sem interrupção para escrever-lo  informa o portal  The Line Up .
RT