Translate

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Cientistas revelam como civilização Maia poderia ter desaparecido


Uma das chaves para explicar o misterioso desaparecimento da civilização maia foi encontrada no Great Blue Hole (Grande Buraco Azul, na tradução) de Belize, na América Central, graças ao trabalho de uma equipe de pesquisadores da Universidade Estadual da Louisiana e da Rice University. Segundo eles, o Great Blue Hole é um sumidouro localizado no Lighthouse Reef, um atol com 300 metros de largura e 123 metros de profundidade, que, originalmente, era tido como um sistema de cavernas de calcário que, após variações do nível oceânico, teria formado esse buraco único.

Os cientistas tiraram amostras no buraco e encontraram sedimentos e rochas da era do declínio do Império Maia, entre 800 e 1000 d.C. Por meio de diversas análises, descobriram quantidades baixas de alumínio e de titânio nas mostras, indícios reveladores de uma possível escassez de água. Os dados, publicados em um estudo, levam à conclusão que, durante essa época, a região teria sofrido uma enorme seca, fator que pode ter sido fundamental para uma extinção maciça na Mesoamérica. De acordo com o arqueólogo ambiental Douglas Kennett, a principal descoberta foi a de que uma seca prolongada contribuiu para o colapso da civilização maia clássica.
Crédito da imagem: milosk50 - Shutterstock.com