Translate

terça-feira, 9 de junho de 2015

"O cérebro inventa o mundo para sobreviver"


Apoiando a ideia de que o mundo é uma ilusão criada pelo cérebro, o cientista espanhol Ignacio Morgado explica que o que o cérebro faz é criar ilusões "práticas" que nos permitem sobreviver.

"O cérebro cria a mente humana e a mente humana não há nada que tenha fora dela uma correspondência exata, tal como vivemos mentalmente", explica Ignacio Margado, professor de Psicobiologia, professor e pesquisador da Universidade Autônoma de Barcelona, discutindo seu  mais recente livro  "A Fábrica das Ilusões", em uma entrevista com " El Diario ".

" A luz, som, etc. existem apenas em nossas mentes, fora dela não há luz ou som. Fora, existe energia eletromagnética, movimento de partículas e átomos, "diz o cientista. Ele então explica que nossos cérebros, ao invés de capturar energia ou essas partículas diretamente,  "é afetado por eles e seu trabalho se torna ilusões neuronais que têm impacto na luz, cor, som, etc" . Se vamos a um concerto onde uma orquestra sinfônica está jogando uma melodia e pensa que a sala está cheia de música, não é verdade, diz Morgado. "Não há música no lugar,  apenas em sua mente", acrescenta.

Ao mesmo tempo, em outra entrevista com ' ABC ' , o professor afirmou que as ilusões do cérebro, que para ele estão "tudo na mente e não têm correlação com a realidade," são muito práticos.

"Por exemplo, o toque é uma ilusão conveniente. Notamos nas  mãos e nos permite estendê-la para pegar objetos", explica o cientista. No entanto, é o cérebro que sente, e isso é conhecido, por exemplo, os casos de pessoas que perderam a mão, mas ainda sentem o toque. "Então, explicou que  as ilusões do cérebro são práticas que funcionam para nos permitir sobreviver,e  obter efeitos ", conclui Margado.
RT