Translate

quarta-feira, 3 de junho de 2015

OSNIs (Objetos Subaquáticos Não Identificados) e a Rússia


Objetos Subaquáticos Não Identificados (OSNIs) não são tão famosos quanto os OVNIs, embora muitas vezes sejam avistados, de acordo com registros liberados pela Marinha Russa.  O fenômeno OSNI comumente envolve objetos inexplicáveis que são avançados tecnologicamente, sendo muito superiores a tudo que já construímos.
Os documentos recém liberados contêm relatórios da era soviética, os quais detalham muitos casos de possíveis encontros com OSNIs.  O ex-oficial naval russo e pesquisador de OVNIs, Vladimir Azhazha, acredita que estes documentos sejam de grande valor.
Um dos casos mais interessantes que ele examinou, envolveu um submarino nuclear em missão de combate no Pacífico Sul.
Durante uma operação de rotina, o submarino detectou seis objetos desconhecidos se deslocando em formação, a velocidades que excediam 230 nós (425 km/h).  Em comparação, o submarino soviético mais rápido, o K-222, alcançava aproximadamente 44 nós, ou 82 km/s.
O equipamento sonar do submarino determinou que os objetos estavam vindo diretamente para ele, assim o capitão ordenou a subida até a superfície.  Os OSNIs os seguiram até a superfície e então voaram embora.
Casos similares foram reportados na região do Triângulo das Bermudas, como relembra o comandante aposentado de submarino, Yuri Beketov.  Instrumentos abordo muitas vezes apresentam defeitos, indicando a presença de uma interferência forte.  Muitos acreditam que isso seja um claro sinal da presença e OVNIs/OSNIs.
Em várias ocasiões, os instrumentos apresentavam leitura de objetos sólidos se movendo a velocidades incríveis.  Os cálculos mostravam velocidades de 230 nós, ou 425 km/h.  Esta velocidade é até mesmo um desafio na superfície.  Mas a resistência da água é muito maior.  Era como se os objetos desafiassem as leis da física.  Só há uma explicação: as criaturas que os construíram são muito superiores a nós em desenvolvimento“, disse Beketov.
Tanto os OVNIs quanto os OSNIs parecem se concentrar quando operações militares ocorrem, indicando o seu interesse no arsenal militar humano.
Uma outra zona de grande atividade de OSNIs é o Lago Baikal, na Rússia.  Este, que é o lago de água doce mais profundo do mundo, sempre tem apresentado uma natureza misteriosa e pescadores contam casos de luzes sendo vistas em suas profundezas.  Múltiplos contos populares descrevem mergulhadores sendo tragados para baixo por criaturas nas águas calmas do Baikal.
Um outro documento russo descreve o encontro entre um grupo de mergulhadores militares e vários seres humanoides em roupas prateadas.  Os mergulhadores estavam treinando no Lago Baikal, em profundidades de 50 metros, quando encontraram um grupo de criaturas estranhas.  Os mergulhadores foram mais fundo, em perseguição aos humanoides.  Três dos homens foram mortos, enquanto os outros quatro ficaram severamente feridos.
Vladimir Azhazha acredita que o assunto deveria ser investigado mais a fundo.
Eu penso sobre as bases submarinas e digo: por que não?  Nada deveriam ser descartadas“, diz Azhazha.  “Ceticismo é o caminho mais fácil: acredite em nada, faça nada.  As pessoas raramente visitam as grandes profundidades.  Assim é muito importante analisar o que eles encontram por lá.
Ao bem da verdade, pelo que me consta, não há diferença entre naves espaciais extraterrestres e naves subaquáticas extraterrestres. Parecem ser o mesmo veículo, capaz de se mover no espaço, na atmosfera e dentro da água, com grande agilidade.  Assim, provavelmente OSNIs são OVNIs que mergulham.