Translate

quarta-feira, 8 de julho de 2015

A cidade perdida "Z" e o misterioso sumiço de Percy Fawcett no Brasil


Desde que os europeus chegaram pela primeira vez ao “Novo Mundo”, surgiram relatos de cidades lendárias, cobertas de ouro e pedras preciosas. Muitos não mediram o perigo dessa busca por aventura e riqueza e desapareceram para sempre. Esta é a história do explorador Percy Fawcett, que adentrou as selvas do Brasil para nunca mais ser visto. Ele estava obcecado em encontrar uma cidade pedida, que ele chamava de “Z” no Brasil. Teria ele sido morto por tribos amazônicas? Há alguma base para crer que sua cidade misteriosa existe?

O coronel Percy Harrison Fawcett nasceu na Inglaterra, em 1867, e foi um famoso explorador britânico, cujas histórias cativaram o mundo. Fawcett formulou teorias de uma cidade chamada “Z”, em 1912. Seus pensamentos foram alimentados, em parte, pela redescoberta da cidade inca perdida de Machu Picchu, em 1911. Durante suas viagens, Fawcett também ouviu rumores de uma cidade secreta, nas selvas do Chile, que teria ruas pavimentadas em prata e telhados feitos de ouro.
Depois de duas tentativas em vão em busca da cidade “Z”, Fawcett decidiu fazer uma ousada jornada, em abril de 1925. No dia 29 de maio daquele ano, ele e sua equipe chegaram à beira de um território inexplorado, olhando para selvas que nenhum estrangeiro jamais havia visto. Além de Fawcett, a aventura contou com seu amigo Raleigh Rimell, seu filho mais velho Jack, de 22 anos, e dois trabalhadores brasileiros.
Ele explicou, em uma carta, que haviam atravessando o Alto Xingu, afluente do rio Amazonas, e tinham enviado seus companheiros brasileiros de volta. Os exploradores chegaram a um lugar chamado Campo do Cavalo Morto, onde Fawcett enviou despachos por cinco meses e, após o quinto mês, eles pararam. Em seu despacho final, Fawcett enviou uma mensagem para sua esposa Nina e proclamou "Esperamos atravessar esta região em poucos dias .... Nós não podemos temer qualquer falha." Este seria o último contato do explorador de 58 anos.
Fawcett e seus companheiros sumiram sem deixar rastros. Apesar de inúmeras missões de resgate, eles nunca foram encontrados.
Enquanto a cidade perdida “Z” nunca foi encontrada, inúmeras cidades e restos de antigos sítios religiosos foram descobertos nos últimos anos nas selvas da Guatemala, Brasil, Bolívia e Honduras. Com o uso cada vez maior da tecnologia de digitalização, é possível que uma cidade antiga, que impulsionou as lendas de Z, possa um dia ser encontrada.
Crédito da Imagem: Algol/Shutterstock.com