Translate

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Avistamento na Barragem de Alagados

Represa de Alagados, em Carambeí/Castro, Paraná.

No dia 20 de dezembro de 1997, tomamos conhecimento deste caso através da vizinha de uma das testemunhas, que mora em Curitiba. Manteremos o nome e o endereço da testemunha em sigilo, para preservar a sua privacidade. Pedimos um relato detalhado da observação, por escrito. Dois dias depois recebemos o relato, que reproduzimos abaixo:
         "A história que passo a narrar, deu-se a mais ou menos um ano e meio atrás, em um sítio, em Carambeí, na região de Ponta Grossa. O sítio fica numa região à 25 Km de Ponta Grossa. Essa região é cercada por uma serra, chamada de São Miguel, com cânions, e bastante vegetação de difícil acesso. Lá também tem uma represa que abastece a cidade de Ponta Grossa e que tem início na serra.
       Estávamos eu, meus irmãos e meus sobrinhos, jogando futebol, por volta das 18:30 hs, nesse sítio, quando eu avistei uma luz vermelha que voava em sentido circular, sempre na região serrana. Era umas 19:00 hs quando eu falei para meus irmãos que aquela luz estava dando voltas sobre a região, e sempre no mesmo lugar, a mais de meia hora, e eles disseram que talvez fosse um avião, que passava por aquela rota, por volta das 19:00 hs. Eu falei:
-- Mas já faz mais de meia hora que aquela luz esta por lá, e não tem nenhum barulho parecido com de avião.
        Continuamos a jogar futebol por mais algum tempo, quando aquela luz começou a aumentar de tamanho e mudou de direção e estando de repente, entre as nuvens, entrou rapidamente, deu para ver bem nitidamente, todos viram, (pois havíamos parado com o futebol), quando pareceu ocorrer uma explosão quando aquilo passou sobre as nuvens, uma anormal claridade de cor avermelhada bem forte, formou-se bem nesse momento, havia um pouco de luz do dia, pois já estava escurecendo. Deu para ver quando isso ocorreu, aquilo deixou-nos assustados, pensando que fosse alguma explosão de avião ou algo parecido. Mas o impressionante foi que não houve nada que se pudesse notar, como algum estrondo, nenhum barulho.
        Quando aquela luz forte, clareou as nuvens foi impressionante como produziu aqueles tons avermelhados e em seguida, em questão de segundos, desapareceu no meio das nuvens, com se não tivesse ocorrido nada. Ficamos nos perguntando o que teria acontecido. Nada que se pudesse explicar. Já estava bem escuro, e nós estávamos ainda jogando futebol, quando vimos novamente aquela luz vermelha, que tínhamos visto anteriormente, de forma redonda de diâmetro não muito pequeno, que ás vezes parecia mais clara o tom de vermelho, e estava no sentido oposto ao anterior, sempre voando sobre a serra e em sentido circular. Fazia sempre o mesmo trajeto, isso por uns 40 minutos. Também voava sobre a represa, que tem início no meio da serra, num vale. Ás vezes aumentava seu tamanha. Passado isso, a luz desapareceu novamente.
        Estávamos indo embora para casa de um de meus irmãos À uns km de distância. do local em que estávamos, quando avistamos uma luz fortíssima, tipo farol de milha, que vinha em nossa direção, vinda da região da serra pela represa. Por dentro do rio Jutuba, aquela luz estava cada vez mais próxima e sem nenhum barulho. A luz acendia e apagava, clareando a escuridão por vários quilômetros na beira do rio e das matas. Nunca vi na minha vida, uma luz forte como aquela. Meus sobrinhos estavam ainda com a proximidade daquela luz  forte. Chegou bem perto, pelo rio, a menos de um km da gente, estávamos na estrada. Pensamos em correr, mas não fizemos, pois aquilo estava cada vez mais rápido e não daria tempo de escapar, caso fosse algo de ruim. Andamos mais depressa um pouco e a luz seguiu pelo rio abaixo, que é perto da casa do meu irmão. Chegamos em casa assustados e ficamos olhando aquilo. A luz desapareceu na escuridão.
        No outro dia, encontrei um vizinho, que disse ter visto aquilo e que também ficou impressionado. Ele mora quase na beira do rio, onde ocorreu aquilo. Ele me disse que seu amigo e vizinho estavam pescando na ponte sobre o rio, quando aquela luz clareou tudo em volta dele, ele saiu apavorado, correndo, pegou sua moto e saiu rapidamente, deixando tudo par traz, (peixinhos, iscas, varas). Disse que o vizinho chegou em sua casa, que não podia nem falar de susto, e que nunca tinha visto nada parecido. Um outro senhor que mora na região, também contou que tinha visto aquela luz no rio. Assistimos e também ouvimos todos os noticiários de tv e rádio, para ver se dava alguma noticia sobre algum acidente na região, na noite em que ocorreu e também no dia seguinte, e também no dia seguinte mas não deu nada. Não ficamos sabendo aquilo que ocorreu ficamos sim é impressionados.
        Meu irmão outra vez, me contou que numa noite, na mesma serra em que ocorreram esse fenômenos, ele viu luzes também muito fortes, que clareavam tudo, ultrapassando a neblina que cobria a serra em forma de círculo, essas luzes foram vistas por ele de madrugada, por volta das 5:00 hs. Também numa noite, eu vi nesse mesmo local, em que meu irmão diz ter visto, luzes com os que eles descreveu, já passavam das 24:00 hs, quando isso ocorreu. Essas coisas aconteceram uns 3 meses antes daquela luz vermelha que vimos depois. Outras pessoas dizem ter visto também, em outras regiões e na serra, luzes estranhas. O que eu vi e os outros que estavam comigo também viram, foram coisas totalmente estranhas, impressionantes, e da maneira que ocorreram, jamais haviam sido vistos por mim e pelos outros.
                FOI IMPRESSIONANTE!"
Entrevistamos a testemunha duas vezes por telefone e uma pessoalmente onde pudemos constatar ser uma pessoa honesta e humilde. Não quis que seu nome fosse divulgado e mostrou não ter qualquer conhecimento na Ufologia. Durante a entrevista, declarou, sem qualquer contradição, as mesmas informações e acrescentou algumas novas.

O caso ocorreu em maio de 1995, sendo testemunhado por 9 pessoas do grupo em que a testemunha se encontrava, além de pescadores presentes no local. O objeto tinha aspecto metálico, com coloração grafite e emitia flashes luminosos que variavam do laranja ao avermelhado.
FENOMENUM