Translate

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Material descoberto não derreteria nem no centro da Terra


Pesquisadores descobriram um material que pode quebrar o recorde de maior temperatura de derretimento para qualquer substância já encontrada pela humanidade.
A equipe de engenheiros da Universidade Brown, nos Estados Unidos, descobriu que um composto resultante da combinação das quantidades corretas de háfnio, nitrogênio e carbono poderia suportar temperaturas até 4 400 graus Kelvin, que correspondem a quase 4 126 graus Celsius.
Esta temperatura é equivalente a 66% da temperatura da superfície do Sol, além de ser superior à temperatura do centro da Terra (4 300 Kelvins). Sim: o material encontrado pelos cientistas não derreteria no núcleo terrestre.
A equipe descobriu o HfN0.38C0.51 por meio de uma série de simulações feitas em computador, que revelaram o ponto ideal de derretimento de cada um dos compostos isolados em nível atômico.
Segundo a Universidade Brown, "o estudo poderá inspirar a fabricação de novos materiais de alto desempenho para uma série de usos, desde revestimentos para turbinas a gás até escudos térmicos de aeronaves de alta velocidade."
Mas ainda não está claro se o composto poderá ser transformado em um material útil no futuro. Para descobrir isso, os cientistas estão sintetizando o material e o testando em laboratório.