Translate

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Cientistas descobrem onde procurar vida extraterrestre inteligente


A Universidade de New South Wales (Austrália) e de Massachusetts Institute of Technology (MIT) dos EUA  publicaram um relatório conjunto que revela onde tem mais opções para encontrar vida inteligente extraterrestre.

Cientista australiano Ian Morrison, da Universidade de Nova Gales do Sul (Austrália), e o americano Michael Gowanlock, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) publicaram um relatório conjunto no jornal "Astrobiology"  que revela em que local do espaço seria mais viável encontrar vida inteligente extraterrestre.

O estudo afirma que a vida inteligente poderia ser encontrada no centro da Via Láctea e outras galáxias próximas, uma vez que oferecem melhores condições para desenvolver civilizações tecnologicamente avançadas.

Esta hipótese contradiz a visão comum sobre o mundo científico. Assim, os especialistas agora acreditam que a periferia das galáxias é mais adequada para  a vida, porque nesses lugares as supernovas explodem com menor freqüência e, portanto, são menos propensas a destruir a civilização. Eles basearam sua tese sobre um modelo de computador que mostra a evolução da vida na galáxia virtualmente. Os pesquisadores concluíram que  a vida inteligente nos centros das galáxias surgem com mais freqüência e visivelmente mais rápido, cerca de 2 milhões de anos mais cedo do que nos subúrbios. Explosões de supernovas ocorrem perto de planetas 'habitados'  aproximadamente a cada 1.500-2.000 milhões de anos. No entanto, o planeta hospedeiro localizado em uma área central tem melhores condições, a sua civilização tem tempo suficiente para desenvolver e se proteger da radiação da supernova ou mudança de "local de residência" de tempo.


Estes cientistas acreditam que a sua experiência mostra que organizações como o Centro de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (Search for Extraterrestrial Intelligence, SETI por sua sigla em Inglês) tem que mover a  busca por sinais de vida inteligente no espaço da periferia para o centro das galáxias.
RT

#Naty