Translate

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Consciência e Verdade


A verdade se manifesta de variadas maneiras, nos diferentes estados vibracionais que abrangem toda a criação do Universo. Por isto é difícil definir Deus porque Ele é a Verdade presente nas diferentes dimensões que formam todo o Universo. Deste modo, cada criatura perceberá uma verdade parcial de acordo com sua dimensão de existência e seu grau de consciência.
Na Terra que é um planeta de terceira dimensão, o corpo físico funciona como um véu que bloqueia em parte a consciência cósmica. Em outras palavras, os seres humanos têm uma inteligência cósmica que é própria de sua essência original e uma inteligência física própria do corpo físico. A inteligência cósmica funciona como um programador e a inteligência física como um computador. Se o computador for limitado, o programador não poderá realizar muita coisa. Essa situação é primordial no processo de conscientização.
A única forma de ampliar nossa consciência cósmica é eliminar os efeitos do corpo físico. As pessoas paranormais têm um desvio angular entre sua essência cósmica com corpo físico, formando uma fenda eletromagnética que permite uma interação mais profunda com os mundos paralelos. As informações obtidas neste processo permitem maior expansão da consciência. Neste caso, a verdade do paranormal é diferente e mais ampla que a verdade de uma pessoa comum.
As pessoas comuns podem interagir com os mundos paralelos através de um processo extra-físico que acontece durante o sono ou por meio de projeção realizada na vigília. O processo extra-físico acontece geralmente de maneira involuntária enquanto que o processo de projeção é programado exigindo treinamento e técnica.
Muitas pessoas utilizam da meditação como método de investigação. Mas a meditação feita na faixa vibracional com a mente na frequência alfa só consegue atingir o astral o que é perigoso, pois pode atingir níveis umbralinos. Por isto, nas atividades da ioga, o mestre e os alunos são protegidos por um campo de força mantido por um “guru” que impede as influências negativas.
O método mais eficaz é de alta vibração, onde cada pessoa atinge frequências acima de 21 Hertz, evitando essas influências negativas. Neste processo, quanto maior for a frequência melhor será para interagir com as dimensões superiores. Isto acontece porque temos uma frequência do corpo físico e outra do corpo cósmico que absorvem nossa energia em quantidades diferentes. O corpo físico funciona numa frequência mais baixa dificultando a expansão do corpo cósmico. Quando colocamos nosso corpo físico acelerado, o corpo cósmico consegue atingir níveis mais altos, porque existe uma relação vibracional entre esses corpos numa determinada razão matemática.
Exemplo, se normalmente o corpo físico vibra em 2 e o corpo cósmico em 6, elevando a vibração do corpo físico para 4 o corpo cósmico pode atingir 12. Essa relação vibracional entre esses corpos pode ainda ser ampliada de acordo com o treinamento mantido durante longo período. Neste caso, por exemplo, a razão que era de 2 para 6 passa a ser de 2 para 8 que ao dobrar a aceleração do corpo físico de 2 para 4, o corpo cósmico atingirá 16.
Mesmo dentro da terceira dimensão podemos verificar diferentes graus de conscientização. Numa comparação, entre o ser humano e uma formiga, podemos constatar uma extrema diferença de consciência. Mas entre os humanos também existem diferentes graus de consciência que são resultantes da experiência cósmica e da inteligência física. Assim, cada pessoa terá sua própria receptividade na assimilação de conhecimentos, informações e doutrinamentos.
Essa situação é determinante na compreensão e no conceito que temos de Deus. Muitas religiões ensinam que Deus é um Ser de bondade e perfeição. Que Ele ama todos, mas atribuem a Ele defeitos humanos tais como, cólera, vingança e castigo. Para os povos primitivos Deus era o senhor que regulava a natureza, enviando chuvas, raios, e seca, de acordo com o comportamento tribal. Para algumas religiões Deus é o Senhor, mas imaginam que Ele é um serviçal correndo de um lado para outro para atender nossas súplicas. Essas idéias conflitantes são bastante deformadas, apresentando várias incoerências.
O conceito que temos de Deus é deformado devido ao nosso condicionamento à terceira dimensão espaço-tempo. Nós seres humanos somos muito impressionados com a forma, o espaço e o tempo. Não conseguimos imaginar Deus sem uma forma e assim colocamos Nele a forma humana. Como Ele abrange todas as dimensões, nós não podemos perceber toda a sua extensão/verdade senão uma pequena parcela, porque estamos limitados numa dimensão bastante inferior.
Quando imaginam Deus correndo de um lado para outro para atender todos os pedidos estão aplicando a essa cena a ideia de espaço que para Deus não existe. Isto coloca Deus numa categoria de inferioridade que diminui sua importância dentro de uma hierarquia universal. O ser humano tem dificuldade de compreender Deus sem lhe atribuir características humanas.
Através de uma oração, a pessoa acredita ter alcançado um benefício e que Deus escutou sua prece. Isto não passa de uma crença, pois dificilmente uma mente humana pode alcançar a frequência de Deus. Normalmente ao fazer o pedido, ela é atendida por níveis mais baixos onde a frequência dela atingiu. Existem no Sistema Universal variados níveis de frequência e variadas consciências/indivíduos que atendem ao pedido do suplicante, assim mesmo sem contrariar as Leis Universais.
Esse atendimento é possível devido a laços que mantivemos em diferentes esferas universais em estágios passados. Em outras palavras, nós temos muitos parentes cósmicos com muitas afinidades que se manifestam através de vibrações próprias de cada sistema dimensional. Nós não estamos totalmente isolados. Uma das nossas tarefas para a evolução consiste em descobrir quais são os meios de comunicação com eles. Além disso, a missão de muitos seres cósmicos é manter uma interação positiva com outras criaturas no Universo, respeitando os padrões/limites definidos para cada indivíduo.
Um encontro com um ser cósmico de outra dimensão exige um treinamento e um preparo para elevar nossa vibração. Geralmente a energia deles bem como a freqüência pode nos afetar fisicamente de maneira semelhante a um forno de micro-ondas. Então concluímos que o ser humano não pode conectar diretamente com Deus porque seria detonado.
A consciência é o conhecimento que temos das realidades diversas entre todas as coisas do Universo. Quanto mais elevada for a nossa consciência, mais profunda será a verdade que conhecemos. Como estamos presos a terceira dimensão não podemos saber a verdade plena de Deus.
A concepção de Deus fica muito restrita quando nossa atuação estiver limitada aos cinco sentidos físicos. Com o auxílio do nosso eu superior e dos sentidos extra-sensoriais, podemos alcançar conhecimentos que enriquecem nosso saber, elevando nossa consciência cósmica. Mas a consciência depende também da nossa inteligência que possibilita entender as interações dentro e fora das variadas dimensões.
Deste modo podemos perceber que Deus é a Consciência/Energia Suprema tal qual uma Central de Força a qual devemos conectar. Mas essa ligação não é direta e sim indireta. Nós sabemos que os eletrodomésticos não podem ser ligados à usina hidroelétrica diretamente, pois seriam queimados. É preciso variados níveis de rebaixamento da voltagem. Assim também funciona a hierarquia vibracional das dimensões do Universo.
A cultura popular dominante no nosso planeta nos faz acreditar que podemos conectar a Deus diretamente. Na verdade, os nossos comunicados passam por variados níveis e somos atendidos pelo nível ressonante com nossa vibração. Realmente vivemos num determinado estado de consciência que nos coloca num nível vibracional. Esses níveis são camadas que formam os mundos paralelos. As pessoas que só conseguem atuar numa única dimensão e ainda com um raciocínio limitado não têm muita chance de expandir sua consciência. 
A pessoa que procura estender sua consciência, naturalmente acaba ultrapassando os limites de nossa dimensão. Ela já tem uma idéia de Deus mais avançada e pode perceber que Deus não está em nós, porque nós é que estamos Nele. Portanto, Ele é o Próprio Universo. A nossa falha está em não saber disto. A nossa natureza está constantemente ligada Nele, mas a nossa consciência nem sempre faz isto. Essa obscuridade é a causa do ego, das emoções descontroladas, das doenças que dificultam esse entendimento.
A conscientização é um processo de iluminação que gera o entendimento, o amor, a neutralidade e a paz. Portanto, a verdade é sempre relativa. Todas as criaturas do Universo estão experimentando diversos estágios de evolução para atingir cada vez maior grau de iluminação. Na escala dimensional cada dimensão proporciona uma verdade cada vez mais avançada. Assim, o conjunto total das verdades é a Verdade Suprema, que é o próprio Deus.
Portal Pégasus