Translate

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O único Norte Americano que não estava na Terra durante o ataque de 11-S, mas viu tudo



O astronauta Frank Culbertson era o único americano que não estava na Terra no 11 de setembro de 2001, o que lhe permitiu testemunhar uma perspectiva única dos efeitos do devastador ataque às torres gémeas.

O astronauta Frank Culbertson era o único americano que não presenciou o ataque de 11 de setembro de 2001 a partir da Terra, uma vez que estava a bordo da Estação Espacial, juntamente com colegas russos Mikhail Tyurin e Vladimir Dezhurov, diz relatórios de  'The Atlantic' .

Culbertson confessa que naquele dia teve um sentimento particularmente comovente, quando os efeitos do impacto dos dois aviões contra as Torres Gêmeas, foram evidentes a partir do espaço.

No decorrer daquela noite e no dia seguinte ao ataque, Culbertson escreveu uma carta para sua família em que ecoam sua "perspectiva orbital" . "É horrível ver a fumaça saindo das feridas do seu próprio país a partir de um ponto de vista fantástico", dizia a carta, na qual o astronauta enfatizou "a dicotomia de estar numa nave espacial dedicada a melhorar a vida na Terra e, ao mesmo tempo, ver como a vida é destruída por esses atos terríveis e intencionais ". Ele confessou então que a contradição é algo que "abala a psique".

Quando os astronautas descrevem a sensação de voar no espaço observando nosso planeta centenas de quilômetros acima da superfície, invocam frequentemente a frase "perspectiva orbital", expressando os efeitos emocionais, psicológicos e intelectuais que o fato de ver a Terra 'pendurado' na escuridão do espaço. O sentimento foi descrito pelo astronauta Ronald Garan Jr. como "uma contradição preocupante", para "ver este incrível, belo e frágil oásis" por um lado, mas, ao mesmo tempo ", confrontada com as realidades vitais infelizes em nosso planeta para muitos de seus habitantes".
RT

#Naty