Translate

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Revolução Científica: Demonstram que Deus não criou o universo


Uma equipe de cientistas canadenses fez uma das descobertas mais importantes da história: como foi que o universo foi criado a partir do nada. Para isso, eles descartaram qualquer participação divina.

Com a rejeição da necessidade de um Deus criador, especialistas desenvolveram uma nova teoria baseada na inflação das chamadas partículas virtuais, isto é, aqueles que contêm uma carga de energia muito pequena, por um período curto.

Esta descrição, tal como publicadas no portal Express, carrega um problema: Como é que estas partículas tão pequenas podem criar um universo ? A resposta foi dada pelo Dr. Mir Faisal, do Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Waterloo, no Canadá, que disse que, sob as regras da teoria da inflação, minúsculas partículas virtuais podem ser expandidas o suficiente para criar o universo.

Mas o especialista deixa as coisas mais complicadas e disse que é errado tentar descobrir como o universo foi criado a partir do nada. "O universo é nada ainda", disse ele, referindo-se à sua falta de energia.

Qual o papel de Deus na criação? Para Faisal, o Deus descrito como um "super-homem sobrenatural" não tem vez. Mas se, em vez disso, Deus é "um grande matemático, talvez sim" tem sido importante na criação. Assim, de acordo com o site, o cientista se refere à teoria da inflação, ou seja, que a energia total positiva em matéria equilibra a energia negativa na forma de gravidade, de modo que a energia total do universo é zero.

Bem, se não houver energia no universo, como devemos entender a sua criação? A resposta, insistiu, é chamada de partículas virtuais, que têm uma carga de muito pouca energia e muito curta. Para Faisal, isto não é uma contradição, uma vez que este tipo de partícula poderia expandir-se para criar o universo, graças à inflação, ou seja, o seu crescimento magnífico.
RT

#Naty