Translate

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Vídeo: Asteroide Halloween passará perto da Terra no fim de semana



No próximo dia 31, um asteroide de grandes dimensões passará muito perto da Terra. Esta será a maior aproximação de um objeto deste porte até o ano de 2027 e se atingisse nosso planeta liberaria energia equivalente a 1100 bombas atômicas.



Batizado de 2015 TB145, o asteroide foi descoberto em 10 de outubro pelo telescópio Pan-STARRS-1, no Hawaí. Os cálculos mostram que a rocha atingirá a menor distância da Terra às 13h58 BRT do dia 31 de outubro, quando passará a apenas 480 mil km da Terra, um pouco mais longe que a distância até a Lua.
Cálculos preliminares revelam que TB145 mede cerca de 470 metros de comprimento e pesa 163 milhões de toneladas. Atualmente, sua velocidade deslocamento é de 34,9 km/s, ou 125 mil km/h.
A alta velocidade do objeto aliada à orbita oblonga (quase oval) e altamente inclinada abaixo do plano da eclípitica faz os cientistas pensarem que 2015 TB145 possa ser algum tipo de cometa. Se confirmado, será a primeira vez que os radiotelescópios terrestres registrarão esse tipo de corpo celeste tão de perto.
A orbita do asteroide é bem conhecida e não há nenhum risco de impacto contra a Terra ou a Lua. As características orbitais e físicas também permitem afirmar que não haverá qualquer interação gravitacional que possa interferir na altura das marés ou com as placas tectônicas terrestres.
Observação
Devido a distância e tamanho, a observação de TB145 à vista desarmada não será possível. O objeto apresenta 15 magnitudes de brilho e deverá chegar no máximo à magnitude 10, muito aquém do limiar da visão humana que é de 6 magnitudes.
Para ve-lo será preciso um telescópio de porte médio e um céu com baixa poluição luminosa, coisa bastante rara nas grandes cidades. Além disso, a presença da Lua com quase 82% do disco iluminado agravará bastante as condições de observação, já que no dia 31, sábado, ambos os astros estarão bem próximos.

Posicao Celeste do asteroide 2015 TB145
Posição Celeste do asteroide 2015 TB145 no dia 31 - Clique para ampliar
Além das dificuldades mencionadas, o interessado em ver o asteroide precisa conhecer bem o céu, com suas estrelas e constelações. Encontrar objetos no céu não é uma tarefa que se aprende em 24 horas e até mesmo alguns astrônomos amadores têm dificuldades em localizar alguns objetos em um céu repleto de estrelas.
Nosso conselho aos interessados na observação é baixar para o computador, tablet o celular algum aplicativo que mostre o céu no momento da observação, junto com o asteroide TB145. Como exemplo podemos citar o programa 'Stellarium", que é um dos melhores em sua categoria, além de ser gratuito.

O melhor horário para encontrar TB145 no céu é por volta das 3 horas da madrugada, tanto hoje como no dia 31 de outubro. O objeto se encontra próximo da constelação de Orion e visualmente se movimenta no firmamento com pouca velocidade. No entanto, no dia da aproximação máxima seu deslocamento aparente será muito rápido pronunciado, o que exige ainda mais prática de observação.