Translate

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Cientistas russos poderiam 'reviver' o leão das cavernas extintos há 10.000 anos


Paleontólogos da Sibéria dizem que nos próximos anos vão tentar clonar o leão das cavernas, uma espécie que se tornou extinto há 10.000 anos atrás. Assim, os pesquisadores russos realizaram um experimento sem precedentes.


Paleontólogos russos de Yakutia, também conhecido como a República de Sakha, afirmaram que "é possível clonar o leão das cavernas", uma subespécie extinta que viveram há 10.000 anos atrás no Pleistoceno médio e tardio na Eurásia, Alaska e noroeste do Canadá, diz relatórios da TASS.

Esta afirmação baseia-se nos resultados da recente descoberta de especialistas: este ano encontraram dois filhotes de leões da caverna em estado impecável. Com esta descoberta, vamos explicar porque a espécie deixou de existir, conhecer sua anatomia, morfologia e realizar diferentes testes de computador e radiocarbono.

"Uma vez que o tecido mole dos filhotes está muito boa, nós achamos que eles podem ser clonados", dizem os representantes da Academia de Ciências, em Yakutia, citado pela mesma fonte. No entanto, o trabalho vai levar um longo tempo, de modo que somente em dois ou três anos pode-se discutir os resultados preliminares.
RT

#Naty