Translate

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

"A civilização da América do Sul pode ser mil anos mais antiga"


Arqueólogos da cidade russa de Novosibirsk supõem que a civilização sul americana poderia ser muito mais velha do que se pensava anteriormente, graças à descoberta de uma pirâmide no Equador.


Cientistas do Instituto de Arqueologia e Etnografia da Academia de Ciências da Rússia, Novosibirsk, admitiram a existência de uma plataforma de terra no sítio arqueológico equatoriano do Real Alto, na província costeira de Santa Elena, o que poderia demonstrar a existência de um civilização antiga pertencente à cultura Valdivia. A descoberta desta plataforma teria enormes consequências para a história da América do Sul, uma vez que significaria que a civilização do continente é mil anos mais antiga que até então assumidas.

A idade aproximada do estrato cultural em que os cientistas russos realizaram um trabalho arqueológico é de cinco mil anos. De acordo com Andrei Tabarev, chefe de arqueologia estrangeira do instituto disse que na cultura Valdivia era costume a construção de plataformas terrestres de 15x20 metros e um metro de altura, acima do qual rituais ou edifícios residenciais foram erguidos.

"Passamos dois anos trabalhando com geo-radar, digitalizando quase todo o monumento (da cultura Valdivia)."

Os cientistas planejam começar as escavações arqueológicas em setembro de 2016.
RT

#Naty