Translate

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Força Aérea Argentina torna público casos de avistamentos de OVNIs / UFOs

capture-20151209-100641-crop

A CEFA (Comissão para o Estudo de Fenômenos Aeroespaciais). ligada à Força Aérea Argentina (FAA), a qual examina casos possíveis de objetos voadores não identificados (OVNIs) dentro do espaço aéreo argentino, publicou os resultados de casos reportados de novembro de 2014 a novembro de 2015. 
 Andrea Perez Simondini, Diretora da CEFORA (Comitê para Estudos do Fenômeno OVNI na República Argentina), informou que a organização sob seus cuidados “aspira pela liberação” e “olha favoravelmente à resposta da FAA às demandas populares a respeito de relatos que chegam até seus escritórios“.
Uma revisão do site da FAA mostrou algo novo desta vez.  No site http://www.faa.mil.ar/mision/cefae.html, normalmente consultado pela AIM, e sob o seção da Comissão para o Estudo de Fenômenos Aeroespaciais, Resolução de Casos de 2015 (http://www.faa.mil.ar/mision/informe_cefae_2015.pdf ), a agência notou que“os avistamentos apresentados cobrem a totalidade dos relatos submetidos à CEFA através de sua páginaweb, ocorridos em 2015, embora, devido a razões funcionais e administrativas, eles se estendem ao período correspondente a novembro 2014 – 2015″.
A CEFA explicou que sua metodologia analítica incluiu uma combinação de várias técnicas, “dependendo se o objeto foi fotografado ou filmado, de observação desassistida, leituras de dados e comparação com o que é conhecido no ambiente aeroespacial, para uma análise completa da evidência apresentada”.
Quando esta agência perguntou sobre a publicação, Pérez Simondini declarou que “estes são casos reportados por pessoas, e aqueles que puderam ser solucionados foram publicados”.
Apesar do mínimo progresso, a CEFORA espera que os arquivos que envolvem os militares, pilotos e controladores de tráfego aéreo – tal como o conhecido Caso de Bariloche – sejam divulgados.