Translate

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Furacão 10 vezes mais forte que o Katrina pode atingir o Brasil




Furacão pode atingir o Brasil segundo meteorologistas. Os bombeiros de todo o Brasil estão em estado de alerta por conta de um possível furacão previsto para esta semana em terras brasileiras.
Por redação, com informações do Climatologia Geográfica
O IMBRACA (Instituto de Meteorologia Brasileiro Associado Coletivamente) deixou claro que há cerca de 85% de chances de um furacão passar pelo Brasil ainda esta semana.
“Provavelmente conheceremos a fúria de um furacão. E preparem-se pois o furacão que está se aproximando terá cerca de 10 vezes mais força que o Katrina, que devastou os EUA em 2005. É bom que estejamos preparados para o pior, por isso os bombeiros já estão fazendo um treinamento próprio para lidar com este tipo de situação” disse Fraga Mello, capitão de emergências do IMBRACA.
Um furacão ou tornado são redemoinhos de vento formados na baixa atmosfera, apresentando-se com características de nuvens escuras, de formatos afunilados, semelhantes a uma tuba, que descem até tocar a superfície da terra, com grande velocidade de rotação e forte sucção, destruindo em sua trajetória grande quantidade de edificações, árvores e outros equipamentos do território.
O tornado supera a violência do furacão, mas sua duração é menor e a área afetada é de menor extensão.
Danos
A destruição provocada pelos tornados é altamente concentrada e extremamente violenta. O efeito chaminé provoca o arrastamento das árvores, a destruição das habitações e a elevação no ar dos destroços resultantes. Derrubam árvores e causam danos às plantações;
Derrubam a fiação e provocam interrupções no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações telefônicas; Provocam enxurradas e alagamentos; Produzem danos em habitações mal construídas e/ou mal situadas; Provocam destelhamento em edificações;
Causam traumatismos provocados pelo impacto de objetos transportados pelo vento, por afogamento e por deslizamentos ou desmoronamentos. No Brasil, os tornados são poucos freqüentes e ocorrem principalmente, nas regiões sul e sudeste, especialmente em São Paulo e Paraná.
Como se defender de um furacão, dicas da defesa civil
Perguntas frequentes 1 – O que a prefeitura de sua cidade pode fazer? Elaborar o Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal, onde serão identificadas as áreas de risco e estabelecidas as regras de assentamento da população. Pela Constituição Federal (art.182), esse Plano é obrigatório para municípios com mais de 20 mil habitantes; Fiscalizar os projetos e as construções; Elaborar orientações para a construção.Todo morador deve saber o que fazer e como fazer para não ser atingido por um tornado; Toda a família deve ser ensinada quais os melhores locais para abrigos ou rotas de fuga no caso de iminência de formação de um tornado; Avisar, alertar sobre as condições climáticas, a possibilidade de vendaval e orientar sobre os cuidados a serem tomados pela população.
2 – O que eu posso fazer antes da ocorrência do tornado? No Brasil, os centros de meteorologia ainda não contam com tecnologias necessárias para alertar sobre a formação de tornados.
O que órgãos de meteorologia no País podem fazer é alertar com auxilio de radares meteorológicos e com algumas horas de antecedência (previsão de curtíssimo prazo), sobre a formação de intensas células convectivas e nuvens de tempestades severas (responsáveis por provocar chuva muito forte, raios, granizo e vento forte) em uma dada região.
Já nos Estados Unidos que convive com estes tipos de adversidades (tornados) em determinada época do ano, os centros norte-americanos de meteorologia contam com tecnologia de ponta e uma grande malha de radares de ultima geração tornando-se possível à previsão e o acompanhamento da evolução desses tipos de sistemas. Inclusive podem-se identificar as possíveis áreas atingidas que serão atingidas por um tornando, emitindo assim alertas e alarmes as autoridades competentes e a população, com uma antecedência de 15 a 30 minutos em média.
É importante saber que antes da chegada do tornado você tem um curto espaço de tempo para tomar decisões de vida ou de morte. Então, procure antes da ocorrência do evento: Revisar a resistência de sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado; Desligar os aparelhos elétricos e o gás; Abaixar para o piso todos os objetos que possam cair;
Não se abrigar debaixo de árvores, pois há riscos de quedas; Não se abrigar em frágeis coberturas metálicas; Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, pois estas estarão sob influência de ventos fortes; Evite a curiosidade e afaste-se do fenômeno altamente destruidor.
3 – O que eu devo fazer para melhor me proteger de um tornado? A melhor proteção individual é constituída por abrigos subterrâneos, como um porão, já que o efeito de sucção dos tornados só ocorre a partir da superfície do solo. Se a sua residência não tem porão, fique em corredor interno e deitado próximo ao chão.
Se você for surpreendido por um tornado, fora de casa, deve deitar-se, em uma vala ou depressão do terreno. Procure lugares seguros em sua residência ou sala de aula. Tenha certeza que estes lugares estão longe de janelas e objetos móveis. Proteja sua cabeça de objetos que podem cair ou se deslocar em função da ação dos ventos.4 – E depois da ocorrência do tornado o que posso fazer? Evite o contato com cabos ou redes elétricas caídas. Avise a Defesa Civil ou bombeiros sobre estes perigos; Fique longe de edificações danificadas. Só volte para casa quando as autoridades informarem que é seguro. Use lanterna para verificar os danos causados a sua casa; Deixe a residência ou edifício se sentir cheiro de gás de cozinha;
Procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente. Deixe estes serviços para os casos de emergência; Ajude as pessoas que requerem ajuda especial como criança, idosos e outras com dificuldade de locomoção; Escute as rádios para informações e instruções. Avise seus amigos para que eles se protejam!
Confira o artigo original no Portal Metrópole