Translate

quinta-feira, 5 de março de 2015

O universo se expande! Mas ele morrerá? E renascerá?

Ilustração de uma estrela explodindo. Será que o universo também passa pelo mesmo ciclo de nascimento, vida e morte que observamos na Terra e nas Estrelas? (Shutterstock)


Podemos ver na Terra e nas estrelas, um ciclo de nascimento, êxtase, degeneração e morte. Porém, o universo está em expansão e ainda não está claro qual pode ser o resultado desta expansão.
Alguns físicos acreditam que o nosso universo, e talvez outros universos, podem estar sujeitos a um ciclo de vida e morte.
Paul Steinhardt, professor de física na Universidade de Princeton, e Neil Turok, diretor do Instituto Perimeter em Ontário, Canada, acreditam que nosso universo é um de muitos. Esses universos podem bater um no outro, criando fenômenos como o Big Bang, que é conhecido por ter formado nosso universo.
A teoria deles é parcialmente baseada na teoria das supercordas. Elas são citadas na descrição de seu livro, Um infinito universo além do Big Bang: “Nós afirmamos que o que nós pensamos ser o momento da criação era apenas parte de um ciclo infinito de colisões titânicas entre nosso universo e um mundo paralelo.”
Alguns acreditam que a Terra e civilizações humanas passam por um ciclo similar. Klaus Dona tem viajado o mundo em busca de artefatos que parecem não ter qualquer lugar na história. Ele viajou com uma coleção de tais artefatos para chamar a atenção para o que ele diz ser peças da evidência que nossa compreensão atual da história pode estar incorreta.
Em uma entrevista com Scott Russell em “West Coast Truth”, Dona falou sobre suas descobertas. Por exemplo, ele tem estudado frutas e legumes petrificados, os ossos de uma mão humana, e um prato de pedra de Villa de Leyva, Colômbia, que poder ter aproximadamente 140 milhões de anos.
“A história oficial é aquela que você aprende na escola, que as civilizações mais antigas têm aproximadamente 6 mil anos”, disse ele. É dito que os seres primitivos só vieram da Ásia para as Américas durante a última idade do gelo, há cerca de 15 mil anos.
Quanto à sua visão da história: “Eu acho que tivemos várias grandes catástrofes”. Ele disse que as civilizações avançadas foram aniquiladas, os humanos voltavam a viver de forma primitiva, e eventualmente uma civilização novamente surgia.
Pedras Peruanas que são conhecidas por terem sido esculpidas há milhões de anos representam dispositivos modernos, como um telescópio e roupas modernas.
Nas cavernas de La Marche no Centro-Oeste da França, pinturas de 14 mil anos mostram pessoas montando cavalos e vestindo roupas parecidas com as modernas.
Epoch Times