Translate

quarta-feira, 1 de abril de 2015

ABDUÇÃO ALIENÍGENA


Abdução Alienígena é o nome que se dá ao seqüestro e abuso físico de seres humanos por criaturas do espaço exterior. Parece produto de uma mente doentia – e talvez seja. Só que são milhões de mentes doentias.
Numa pesquisa realizada em 1991 nos Estados Unidos pela Roper Organization, 3,7 milhões de pessoas afirmaram ter sido seqüestradas por alienígenas e submetidas a exames físicos invasivos. É a população de Cingapura. Imagine Cingapura inteira sendo seqüestrada por um disco voador e violentada por alienígenas. É mais ou menos isso.
Os relatos dos abduzidos são surpreendentemente parecidos:
  • A vítima acorda paralisada com a sensação de que alguém ou alguma coisa está no quarto.
  • Ela vê luzes ou objetos luminosos flutuando ou invadindo o ambiente (uma luz forte que entra pela porta, por exemplo). Em alguns lugares abertos é paralisado por um raio de luz que sai de um OVNI (Objeto Voador Não Identificado).
  • O seqüestrado tem a sensação de que esteve voando, embora não possa explicar como nem porquê.
  • Além disso experimenta a chamada “supressão de tempo”. O abduzido tem a sensação de que muito tempo se passou, mas não consegue se lembrar do que fez ou onde esteve no período desaparecido. Geralmente, ele só se recorda da experiência por meio da hipnose regressiva.
  • Abduzidos freqüentemente reclamam de molestamento sexual, afirmando que seu esperma ou seus óvulos foram roubados.
  • Algumas vítimas apresentam cicatrizes misteriosas. Outras afirmam que objetos metálicos foram implantados no seu corpo.
Se você já experimentou quatro desses cinco sintomas é possível que já tenha sido seqüestrado e abusado por alienígenas. Mas não entre em pânico. A maioria dos abduzidos considera a experiência positiva, apesar do trauma eventual.
A abdução alienígena não é muito diferente da chamada experiência de quase-morte, na qual a pessoa descreve túneis de luz, anjos e a presença de familiares desencarnados. Também tem um certo parentesco com os demônios sexuais incubus e súcubus, que assombravam os religiosos na Idade Média. Talvez seja o mesmo fenômeno visto de várias maneiras por vítimas com formação cultural diferente.
O psicólogo americano Michael Persinger sugere que a experiência está relacionada a um estado cerebral conhecido como “paralisia do sono”. Antes de adormecer, entre o estado hipnagógico (transição vigília-sono) e o hipnopômpito (transição sono-vigília), a pessoa pode
experimentar a sensação de que está aprisionada à cama, sem conseguir se mover ou falar. Ela também pode fantasiar um tipo de presença no ambiente mas, como está paralisada, não consegue gritar por socorro. A experiência dura poucos segundos – que parecem horas para a vítima.
Fim do mistério? Que nada. Está só começando. Todos os abduzidos descrevem o mesmo tipo de alienígena: uma criatura baixinha, de cabeça ovalada, pele cinzenta, com grandes olhos negros sem pálpebras. Entre os ufólogos, esses monstrengos espaciais são conhecidos como GREYS. Eles seriam os tipos mais comuns entre as várias entidades extraterrestres que visitam nosso planeta. Algumas teorias conspiratórias afirmam que o objetivo das abduções é pesquisar a biologia terráquea para que os greys possam produzir um HÍBRIDO HUMANO-ALIENÍGENA e conquistar o planeta.
Fonte.Livro

Conspirações - Tudo O Que Não Querem Que Você Saiba