Translate

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Uma doença mortal ataca os jihadistas do Estado Islâmico


Insurgentes do Estado islâmicos estão sucumbindo a uma doença que consome a carne e pode ser fatal se não tratada precocemente.

A leishmaniose provoca o aparecimento de feridas dolorosas, febre e perda de peso, destrói o baço e o fígado de pacientes.

A doença está se espalhando rapidamente devido às condições de higiene deploráveis, e de acordo com o site ' Mirror 'foram registrados mais de 100.000 casos da doença.

As maiores taxas de infecção foram registrados em Raqqa , a capital do Estado islâmico  na Síria.

O problema está sendo agravado pela recusa em procurar assistência médica de alguns insurgentes e o voo de pessoal médico qualificado em cidades ocupadas pelo movimento jihadista.

A leishmaniose é causada por parasitas e são espalhadas por certos tipos de insetos . Prevalente em países devastados pela pobreza, a desnutrição, o desmatamento e urbanização.
RT

Seria uma guerra silenciosa?
Deixe sua opinião.