Translate

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Teriam os humanos herdado o DNA extraterrestre?


O DNA humano contém evidência de vida extraterrestre?
Há uma mensagem alienígena codificada em nosso DNA?
Como você já deve saber de um dos meus artigos anteriores, Cientistas Questionam a Idade e Origens do Homem, várias descobertas antigas intrigantes levaram os arqueólogos a acreditar que nossas civilizações antigas eram muito mais avançadas do que se pensava anteriormente.
As falhas sérias da teoria da evolução de Darwin desafiam as nossas crenças profundamente enraizadas, e nos impele a abrir nossas mentes às novas possibilidades e explorar o mundo antigo a partir de uma perspectiva diferente.
A teoria de que “alguém” semeou a vida em nosso planeta tem sido promovida por muitos anos através de ilustres cientistas.  Sir Frances Crick é um bom exemplo disso.
Sir Francis Crick (1916-2004, ganhador do Prêmio Nobel, astrônomo e co-descobridor da molécula do DNA, sugeriu em 1980 que uma civilização avançada semeou a vida na Terra, no passado remoto.  Esta teoria é chamada de Panspermia Direcionada.
Sir Francis Crick não era somente um cientista inteligente, mas também muito corajoso, que não tinha medo de enfrentar o criticismo daqueles que não gostavam de suas ideias não ortodoxas.
Enquanto pesquisava pelas origens da vida, Crick não foi atrás dos mistérios da história antiga.  Ao invés disso, ele focou na natureza do DNA (ácido deoxirribonucleico) e do RNA (ácido ribonucleico), e daquilo que era conhecido na época sobre como a vida originou na Terra.
Devemos postular que, em algum planeta distante há quatro bilhões de anos aproximadamente, havia uma forma evoluída de criaturas elevadas que, como nós, tinham descoberto a ciência e a tecnologia, desenvolvendo-as muito além do que conseguimos até agora.
Os traços mais antigos da vida que pudemos detectar hoje são encontrados associados com rochas datadas de aproximadamente 3,6 bilhões de anos… mas o registro fóssil, formado por animais simples, cujas partes rígidas foram preservadas, é de somente 0,6 bilhões de anos“, escreveu Sir Francis Crick em seu livro Life Itself: Its Origin and Nature (A Própria Vida: sua Origem e Natureza (trad. livre tit.-n3m3).
Crick estava ciente da impressionante complexidade do DNA.  Ele realçou que levou 1,4 bilhões de anos para a evolução dos organismos unicelulares mais simples.  O próximo passo crucial em complexidade para os organismos multicelulares levaram quase 2 bilhões de anos a mais.  Porém, quando os mamíferos de repente apareceram, há 200 milhões de anos, por alguma razão a complexidade deu um salto quântico.
O ponto principal é que esperamos que tenha levado pelo menos um período mais curto de tempo para as forma de vida simples evoluírem, e muito mais tempo para os organismos complexos.
Did We Inherit Our Genes From Extraterrestrial DNA?  in5d in 5d in5d.com www.in5d.com http://in5d.com/ body mind soul spirit BodyMindSoulSpirit.com http://bodymindsoulspirit.com/
Todavia, para os mamíferos demorou somente uma fração do tempo para seu desenvolvimento, comparados às formas de vida mais antigas e mais simples. O que aconteceu?
Crick descobriu que uma forte evidência que apoia a Panspermia Direcionada estava nos registros de fósseis.  De acordo com a teoria de Crick, microorganismos deveriam aparecer “sem qualquer evidência de sistemas prebióticos ou organismos muito primitivos“.
O cientista foi capaz de confirmar a ausência de qualquer evidência fóssil para formas transitórias de vida.  De acordo com Crick, nosso planeta não possui formas transitórias; formas transitórias sendo a evidência para a evolução que “somente existiria no planeta remetente, não a Terra“.
Crick chegou à conclusão: “Panspermia Direcionada – postula que as raízes de nossa forma de vida vem de outro lugar do Universo, quase certamente um outro planeta; que esta tinha alcançado uma forma muito avançada lá, antes de que outras coisas tivessem começado aqui; e que a vida aqui foi semeada por microorganismos enviados em alguma forma de espaçonave, por uma civilização avançada“.
Um outro cientista que apresentou uma interessante teoria foi o Professor Paul Davis, do Centro Australiano para a Astrobiologia, na Universidade de Macquarie, em Sydney.  O Prof. Davies acredita que possa existir uma mensagem alienígena codificada no nosso DNA.
Recentemente os cientistas descobriram grandes sequências de DNA ‘lixo’, as quais não contém nenhum gene e parecem ser muito estáveis.  Se os ETs colocaram uma mensagem em organismos terrestres, aqui seria certamente o local para procurar.
Um artefato poderia facilmente ficar enterrado, ou afogado, ou erodido.  A solução ideal seria a de codificar a mensagem dentro de um grande número de máquinas microscópicas que se auto copiam e se auto consertam, para se multiplicaram e se adaptarem às condições de mudança.
Felizmente, tais máquinas já existem: Elas são chamadas de células vivas.  “As células em nossos corpos, por exemplo, contêm mensagens genéticas escritas pela Mãe Natureza, há bilhões de anos“, disse Davies.
De acordo com o Prof. Davies, a mensagem codificada seria somente descoberta uma vez que raça humana tivesse a tecnologia para lê-la e compreendê-la.
Uma mensagem implantada no DNA humano poderia na verdade sobreviver por um longo tempo.  De acordo com cientistas estadunidenses, pedaços inteiros de DNA “lixo” humano ou de camundongos podem ficar virtualmente imutáveis por dezenas de milhões de anos.
Se considerarmos a quantidade de evidência e pistas que os nossos deuses das estrelas nos deixaram espalhadas por todo o planeta, parece lógico presumir que poderia haver uma mensagem codificada em nosso DNA.  Nossas células humanas são um bom lugar para implantar uma mensagem.  Se existir uma mensagem alienígena em nossos DNAs, há a esperança de que ela seja descoberta e decifrada algum dia.
Da mesma forma que extraterrestres vieram para a Terra e nos criaram através de engenharia genética, e misturaram seus genes com os animais existentes, talvez a humanidade um dia irá ao espaço, pousará em outro planeta para criar nova vida.
Sobre a autora:
Ellen Lloyd é uma autora que despendeu mais de 20 anos pesquisando mistérios antigos, textos sagrados e o fenômeno OVNI. Ela escreveu Voices from Legendary Times (Vozes de Épocas Legendárias -trad. livre do título, n3m3) no qual ela demonstra que raças de homens têm habitado a Terra por milhões de anos, mas nem todos eram humanos.  Além disso, Ellen escreveu vários artigos sobre a visitação alienígena pré-histórica, mistérios antigos e histórias alternativas.