Translate

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Os casos mais arrepiantes de possessão demoníaca da história


Alguns casos são conhecidos por suas versões cinematográficas; outros totalmente ignorados pela opinião pública. Abaixo, apresentamos algumas das mais arrepiantes possessões demoníacas já registradas na história:

Annaliese Michel: É, talvez, o caso mais famoso e polêmico de possessão demoníaca, a tal ponto que sua história foi levada para as grandes telas no filme “O Exorcismo de Emily Rose”. Com antecedentes de epilepsia e psicose, aos 16 anos de idade, Annaliese foi colocada em um centro psiquiátrico. Desde 1973, havia desenvolvido tendências suicidas, dizia ouvir vozes e desprezava todo o tipo de símbolo religioso. Apesar de a Igreja se negar a admitir, seus pais pediram a intervenção a dois sacerdotes locais, que, na clandestinidade, realizaram vários exorcismos. Annaliese veio a falecer aos 23 anos, vítima de um esgotamento físico e mental extremo.
Clara Germana Cele: Em 1906, a então estudante cristã de 16 anos Clara estava em uma missão em Natal, na África do Sul. Segundo seu relato, em algum tipo de ritual obscuro, a jovem teria realizado um pacto satânico, a partir do qual começou a compreender e falar línguas que lhe eram completamente estranhas. Além disso, ela rejeitava objetos religiosos e era capaz de saber a história e o pensamento das pessoas que a rodeavam. Por dois dias e aos olhos de centenas de testemunhas que a viram levitar, sacerdotes locais a exorcizaram várias vezes até conseguirem expulsar os espíritos invasores.
Roland Doe/Robbie Mannheim: É outro dos casos mais emblemáticos de exorcismo e base fundamental para o filme de terror “O Exorcista”. Nomeado pela Igreja Católica com o pseudônimo de Roland Doe, ou Robbie Mannheim, em 1940, esse jovem tentou se comunicar com uma tia falecida, utilizando um tabuleiro ouija. Diz-se que foi isso o que permitiu sua possessão demoníaca, a qual implicou a escuta de vozes e a levitação de todo o tipo de objetos, incluindo os religiosos, ao seu redor. Mas a pior parte veio quando começaram a aparecer mensagens em seu corpo, escritas por garras invisíveis, que deixaram feridas profundas. Com o consentimento da Igreja Católica, Robbie foi submetido a mais de 30 sessões de exorcismo, que acabaram, depois de um processo doloroso, por expulsar qualquer tipo de espírito maligno.
David Berkowitz: Popularmente conhecido como “o Filho de Sam” ou “o Assassino da Calibre .44”, Berkowitz foi um serial killer cuja característica principal era deixar mensagens provocativas nas cenas do crime. Ele chegou a matar seis pessoas e feriu outras sete durante o verão de 1976. A polícia conseguiu identificar e prender David, que confessou seus crimes em um julgamento, alegando que estava obedecendo a uma possessão demoníaca. Ele foi condenado a seis prisões perpétuas.
Há quem diz que esse tipo de fenômeno não pode ser ignorado, e que realmente estamos rodeados por entidades de outros mundos.