Translate

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

8 fotos que fizeram muita gente acreditar na existência de vida em Marte


Já explicamos várias vezes aqui no site o que é a pareidolia. Basicamente, trata-se de um mecanismo psicológico que nos leva a atribuir padrões e significados a estímulos completamente aleatórios. Evolutivamente falando, isso foi ótimo para a nossa espécie, já que nos permitiu identificar predadores e ameaças mais facilmente e, portanto, sobreviver em um ambiente hostil. Só que, hoje em dia, essa bagagem evolutiva deu margem a interpretações completamente absurdas (e divertidas!). Estou falando de enxergar dragões em nuvens ouJesus Cristo na própria clavícula. Desde o século 19, junto das primeiras observações mais detalhadas de Marte, começaram a surgir diversos exemplos de pareidolia na visão que temos daquele mundo.
Atualmente, com a abundância de fotos do planeta vermelho tiradas em alta resolução por sondas espaciais, os casos de pareidolia aumentaram - e muito. Principalmente depois que o moderno robô Curiosity começou a vasculhar a superfície arenosa. E todos os casos seguem uma lógica parecida: partes do relevo marciano são interpretadas como vestígios explícitos da existência de vida alienígena, no passado ou mesmo no presente. Alguns conspiracionistas chegam a defender que seres vivos e até civilizações podem estar vivendo no subsolo de Marte.
É claro que, cientificamente, essas alegações não têm nenhuma credibilidade, e a NASA nem se dá ao trabalho de comentar esse tipo de afirmação. Mas de qualquer forma, é interessante ver como as formações mostradas nas fotos parecem, mesmo, ser aquilo que dizem. E também como nossos olhos e cérebro às vezes nos pregam peças. Separamos alguns dos casos mais famosos de pareidolia envolvendo o planeta vermelho. Confira abaixo:
Canais de Schiaparelli Foi o primeiro grande caso de pareidolia do gênero, ocorrido em 1877. Com um telescópio pouco potente, o astrônomo italiano Giovanni Schiaparelli começou a estudar alguns padrões mais evidentes da superfície de Marte. Para sua surpresa, ele notou uma série de linhas pretas, que começou a chamar de canais.
Não demorou até que muita gente (como o famoso astrônomo Percival Lowell) criasse teorias mirabolantes sobre os tais canais serem um sistema complexo construído por uma civilização alienígena para distribuir a água congelada das calotas polares para o resto do planeta. Mas conforme a tecnologia ótica dos telescópios foi evoluindo (e as sondas espaciais foram chegando em Marte), ficou comprovado que não existe nada disso. Os canais não passavam de uma ilusão de ótica causada por observações pouco precisas.
 os canais de schiapareli (Foto: wikimedia commons)
Rosto monumental da Viking Outro burburinho pareidólico foi provocado por uma foto tirada pela sonda Viking 1, em 1976. Ela aparece no canto inferior direito da imagem abaixo. Lembra muito uma face humana, concorda? Pois foi só a NASA divulgá-la para que surgisse uma avalanche de explicações leigas, muitas delas concebendo o suposto rosto como uma construção monumental de ETs. Uma hipótese muito tentadora e com um grande apelo, não há dúvida.
Agora dê uma olhada na foto maior aqui embaixo, tirada por um satélite em 2001. Pode não parecer, mas ela retrata a mesma estrutura que por décadas ficou conhecida como o “Rosto de Marte”, localizada na região marciana de Cidônia. Só que em uma resolução muito melhor. Essa evidência derrubou de vez as teorias ufológicas, deixando claro que aquilo é apenas uma mesa - ou seja, um acidente geográfico bem comum aqui na Terra.
rosto da viking (Foto: divulgação)
Figura humanoide Um caso muito mais recente que também fez bastante barulho (por motivos de internet) envolveu uma foto tirada em 2007 pela sonda Spirit, uma das precursoras da Curiosity. A imagem mostra algo que se parece com uma figura humanoide com os braços estendidos. Seria uma estátua? Um ser biológico? Ou só uma pedra bizarra? As três opções têm muitos adeptos, mas eu prefiro ficar com a terceira. Por que já dizia o mestre Carl Sagan: “Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias.”
o humanoide de marte (Foto: wikimedia commons)
Outra figura humanoide De novo, temos algo que lembra um humanoide. Desta vez, uma suposta mulher solitária se destaca na avermelhada paisagem marciana em um registro feito pela Curiosity. Ela parece estar em um estado implacável de vigília. Não é uma imagem bonita e um conceito bem atraente para nós humanos? Justamente por isso, muita gente quis acreditar que a moça é de verdade. Ufólogos e teóricos afins até identificaram sombras que confirmariam a existência de seios. Só que, mais uma vez, não há qualquer indício consistente de que essas afirmações sejam reais e não apenas fruto de nossa imaginação fértil.
outro humanoide (Foto: reprodução)
Rosto egípcio As civilizações da antiguidade provocam um verdadeiro fascínio no imaginário das pessoas, e talvez a que melhor represente este encantamento seja o Egito Antigo. Muitas pessoas se pegam devaneando sobre o mundo perdido dos faraós e de seus escravos, vivendo nas areias tórridas do Deserto do Saara. O fascínio é tão intenso que chegou a ser projetado em Marte. Caçadores de alienígenas vasculhando a versão marciana do Google Maps encontraram uma formação rochosa que se assemelha a adivinha o quê? Um nobre egípcio. O nariz e as orelhas grandes seriam um indício da idade avançada do indivíduo esculpido, já o chapéu enorme seria um sinal de status político.
rosto egípcio (Foto: reprodução)
o rosto destacado (Foto: reprodução)
Pirâmide Outro elemento do Egito clássico identificado em uma imagem da sonda Curiosityfoi a pirâmide. Os conspiracionistas concluíram que ela deve ter o tamanho de um carro. Eles também afirmaram que a forma e o design quase perfeitos seriam provas conclusivas de que a “pirâmide” teria sido feita por mãos inteligentes, e que por isso não era fruto de um mero efeito de luz e sombra.
a pirâmide de marte (Foto: reprodução)
Coelho Uma foto de 2004 do robô Opportunity levou muitos a acreditar na presença de um coelho no planeta vermelho. Pouco tempo depois, a NASA publicou um comunicadoexplicando que aquele objeto estranho na verdade havia se desprendido do próprio robô, ou então de seu módulo de pouso.
o coelho de marte (Foto: reprodução)
Caranguejo gigante Mais um exemplo recente de pareidolia que surgiu a partir de uma foto da Curiosity envolve um caranguejo gigante. Consipiracionistas encontraram a suposta criatura “rastejando” por uma superfície rochosa.
o caranguejo (Foto: reprodução)