Translate

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

"Nenhum ser humano jamais viu antes" como uma "estrela da morte" destruiu um sistema solar


Astrônomos da NASA capturaram a primeira destruição de um sistema solar distante. Como dizem os especialistas, o fato fornece uma perspectiva única sobre o possível destino de nossa Terra.


O satélite Kepler 2 da NASA  tomou imagens de detritos rochosos de um mundo em decadência, que gira em torno de uma estrela morta anã branca. O sistema solar distante está localizado a 570 anos-luz da Terra, na constelação de Virgem.  

"Estamos vendo um sistema solar destruído. É algo que nenhum humano tenha visto antes", explicou o cientista sênior da equipe, Andrew Vanderburg.

Acredita-se que a morte de uma estrela desestabilizou a órbita de um planeta massivo próximo, de maneira que os mundos rochosos menores foram empurrados perigosamente até a estrela.
Em seguida, o calor abrasador começou a vaporizar, enquanto as forças gravitacionais fizeram a decomposição.

O nosso sistema solar pode ter um destino semelhante quando o sol morrer em 5 milhões de anos. Portanto, a nossa estrela irá expandir e engolir planetas próximos, queimando Mercúrio, Vênus e, possivelmente, a Terra . "Podemos estar vendo como o nosso próprio sistema solar poderá ser destruído no futuro", concluiu Vanderburg.
RT