Translate

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Saiba quais são as superbactérias que podem acabar com a nossa espécie


Pesquisas recentes revelaram a existências de um novo perigo para a humanidade tão importante quanto as guerras, a fome e as mudanças climáticas. São as “superbactérias”, causadoras de doenças que a medicina atual não está em condições de tratar. E a defesa contra essa ameaça é, paradoxalmente, igual à sua origem. 

De acordo com Antony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Saúde dos EUA, o uso indiscriminado de antibióticos está fazendo com que as bactérias fiquem cada vez mais resistentes a esses medicamentos. As tendências atuais indicam que, em pouco tempo, doenças ou infecções simples se tornarão impossíveis de tratar. E um dos protagonistas dessa história alarmante é o grupo de bactérias CRE. 

Conhecidas entre os especialistas como “bactérias pesadelo”, as CRE são imunes a quase todos os antibióticos e são causadoras de doenças letais. O curioso dessa família de germes é que eles estão, na maior parte dos casos, em hospitais e centros de saúde. 

Adam Roberts, médico da University College London, prevê que a falta de tratamentos médicos contra as superbactérias, além de provocar cada vez mais mortes, será motivo de sérios conflitos sociais em um futuro próximo. Enquanto ele está empenhado na procura de novos antibióticos para evitar essa crise, outros especialistas propõem uma solução que vai contra tudo o que é feito hoje: diminuir o uso dos antibióticos existentes, no intuito de gerar consciência tanto entre seus consumidores quanto nos médicos que os receitam. 

Fonte: RT