Translate

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Planetas poderiam se esconder atrás de enormes discos de gás e poeira


Os discos de gás e poeira nos quais estão envoltos os sistemas estelares jovens poderia esconder enormes planetas, cuja massa supera pelo menos 10 vezes a de Júpiter, o maior planeta do sistema solar, dizem os cientistas.

Cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley e da Universidade de Princeton, EUA, investigaram as imagens captadas por telescópios terrestres das estrelas São 206462 e MWC 758 e ficaram maravilhados com as enormes espirais deslumbrantes em torno de estrelas recém-nascidas. Através de simulações de computador detalhadas foi mostrado que um planeta massivo pode ter um efeito gravitacional sobre os braços espirais de gás e poeira em torno dessas estrelas, e é um lugar onde planetas podem se esconder, diz relatórios do portal phyc.com. 
"Há muitas teorias sobre como os planetas se formam, mas poucos são confirmadas", disse Ruobing Dong, pesquisador do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, EUA "Uma vez percebidos sinais de um planeta em um disco, pode-se entender onde e como os planetas se formam", acrescenta. Atualmente, já foi descoberto cerca de 2.000 planetas extra-solares que orbitam as suas estrelas. Astrônomos apontam que nos primeiros estágios de formação, os planetas são quase invisíveis porque eles estão sendo desenvolvidos dentro dos grandes discos de gás e poeira em torno da estrela.