Translate

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Seríamos alienígenas em nosso próprio planeta?


A teoria chamada panspermia continua a levantar questões sobre a origem da vida na Terra.
Esta teoria, que data de século V, declara que a vida pode pular entre planetas, inclusive sistemas estelares, para fertilizá-los com formas de vida.  Então, se a Terra pudesse enviar astronautas para explorar Marte, poderíamos descobrir as origens da vida na Terra, o que seria uma das maiores descobertas científicas, reportou o Business Insider.
Uma vez que a exploração de Marte tivesse êxito para descobrir respostas sobre esta teoria, ela impactaria nossa identidade como espécie na Terra, diz a reportagem.
Isto está em acordo com a crença de que, de acordo com cientistas planetários, Marte uma vez foi morno e úmido. Suas condições planetárias poderiam sustentar a vida, simplesmente através do estudo da atmosfera e da composição de solo daquele planeta.
É por isto que muitos cientistas dizem que uma missão tripulada até Marte é necessária.
Bill Nye disse em seu novo livro, “Unstoppable: Harnessing Science to Change the World” (Incessável: Colhendo a Ciência para Mudar o Mundo – título de trad. livre n3m3) que a descoberta de micróbios em Marte, que sejam claramente relacionados à Terra, mudaria a história humana, adicionou a reportagem.
Mas de acordo com Linda Billings, consultora para os Programas da Nasa de Astrobiologia e Objetos Próximos à Terra, tal descoberta não virá repentinamente.  Billings disse que a descoberta de vida extraterrestre seria um processo prolongado, porque seria sujeita à revisão por pares pela comunidade científica, pois eles irão procurar por mais evidências sobre tal descoberta, reportou o Yahoo News.
Linda Billings explica bem parte da razão da NASA ser tão relutante em declarar que já descobriu vida extraterrestre. 
http://ovnihoje.com/
Fonteen.yibada.com