Translate

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A humanidade não teria chance alguma contra uma invasão por ETs

Alienígenas, um milhão de anos mais avançados do que nós, iriam aniquilar a raça humana em segundos se fossem invadir o planeta, alertou um especialista.
Esqueça a ideia de Hollywood de que a humanidade teria chance numa luta para destruir uma ameaça extraterrestre – alienígenas nos destruiriam facilmente.
Essa é a teoria do Dr. Michio Kaku, o qual acredita que poderia haver vida em outros planetas que ainda não foram descobertos.
Mas o Dr. Kaku, que é um conselheiro para a série Curiosity, do Discovery Channel, diz que mesmo se outros seres existirem no Universo, eles não se importariam conosco.
Ele discutiu o que aconteceria se os alienígenas atacassem a Terra, durante uma entrevista com a Fox News.
O Dr. Kaku disse: “O que acontece se encontrarmos uma civilização avançada hostil no espaço?  Hollywood calcula isso errado.  Hollywood presume que os alienígenas sejam talvez 100 anos mais avançados do que nós, e se tivéssemos uma arma secreta poderíamos derrotá-los.  Errado. Ou os alienígenas nem se importariam conosco, porque somos simplesmente primitivos demais, ou, se eles invadirem, NÃO TERÍAMOS CHANCE ALGUMA.  Eles poderiam ser mil, um milhão de anos mais avançados do que nós.  Perceba que o Universo tem 13.7 bilhões de anos – eles poderiam ter um armamento que não poderíamos sequer conceber”.
O Dr. Kaku acredita que a única forma de defender o planeta seria aprendermos e adaptarmos à sua tecnologia.
Ele adicionou: “Olha como os bárbaros finalmente derrotaram os romanos.  Os bárbaras não tinham uma arma secreta pela qual eles derrotaram César e os romanos – eles aprenderam a tecnologia dos romanos.
“Teríamos que sondá-los para encontrar o quão avançados eles realmente são.  Eles possuem armamentos nucleares?  Ou eles possuem uma nova geração de armamentos que nem sequer podemos conceber?
“Porém, se por outro lado eles nos atacarem, teremos que estar preparados para o fato de que eles irão nos superar já nos primeiros tiros da guerra.
“Eu acho que a pela maior parte, civilizações alienígenas que estejam a um milhão de anos na nossa frente, tiveram um milhão de anos para ajustar as diferenças raciais, sectárias e religiosas entre si.  Pela maior parte, eles serão pacíficos.
“Temos que planejar para o dia que alguns poucos deles possam ser hostis. Se enfrentarmos um inimigo comum no espaço sideral, isto ajudaria a unir a Terra.”
Os pontos de vista do Dr. Kaku ocorrem quando algumas das pessoas que procuram a verdade acreditam que 2016 será o ano em que os poderes mundiais revelarão o fato de que os ETs realmente existem.