Translate

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Isso revela porque você jamais deve usar o celular antes de dormir


Você já ouviu falar que o uso de dispositivos eletrônicos antes de dormir pode mexer com o seu sono, mas uma nova pesquisa sugere que o problema é ainda mais grave.
Usar o celular antes de dormir não só torna mais difícil cair no sono, mas também afeta o quão sonolento e alerta você estará no dia seguinte, de acordo com uma nova pesquisa do Hospital Brigham and Women (BHW), em Boston, Massachusetts. O estudo, publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, disse que as descobertas poderiam afetar qualquer um que usa um eReader, laptop, smartphone, ou certas TVs antes de dormir.
A nova pesquisa apoia as conclusões de estudos mais antigos, que também descobriram que usar dispositivos eletrônicos antes de dormir pode ser prejudicial.
“Sabemos do trabalho anterior que a luz das telas à noite altera a sonolência e o estado de alerta, e suprime os níveis de melatonina,” Dra. Anne-Marie Chang, neurocientista da Divisão de Desordens do Sono do BWH e co-autora do estudo, disse ao jornal The Huffington Post. “Este estudo mostra resultados abrangentes de uma comparação direta entre usar um dispositivo emissor de luz e ler um livro impresso e as consequências sobre o sono.”
Se você não quer se sentir como um zumbi durante o dia, as conclusões são claras: Leia um livro impresso se você quer estimular a sua mente antes de dormir, e evite telas durante um bom tempo antes de ir para a cama. Chang disse que a deficiência de sono – não dormir o suficiente ou um sono de má qualidade – tem sido associado a outros problemas de saúde como obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares. A supressão crônica de melatonina também tem sido associada com aumento do risco de certos tipos de câncer, disse ela.
O estudo decorreu durante duas semanas e incluiu 12 participantes que liam em um iPad durante quatro horas antes de dormir, durante cinco dias seguidos, um processo que se repetiu com os livros impressos. Para alguns, a ordem foi invertida: Começaram com livros impressos e se mudaram para iPads.
Os leitores do iPad levavam mais tempo para adormecer, se sentiam menos sonolentos durante a noite e tinham o sono REM mais curto em comparação com os leitores de livros impressos, os pesquisadores descobriram. Os leitores de iPad também liberavam menos melatonina, que ajuda a regular o sono. Eles também ficaram mais cansados do que os leitores de livros impressos no dia seguinte, mesmo que ambos tenham tido um total de oito horas de sono.
Se você precisa realmente usar seu tablet, celular ou computador antes de dormir, por qualquer motivo, pode haver uma maneira de torná-lo mais seguro. Tente um filtro que bloqueie a luz azul – há um aplicativo para Android que produz esse efeito, mas você vai ter que comprar um filtro físico para o seu dispositivo iOS. A pesquisa mostrou que a luz azul torna você mais alerta e suprime o melatonina, prejudicando, assim, a sua qualidade de sono. [HuffingtonPost]