Translate

terça-feira, 12 de maio de 2015

Os cientistas advertem sobre o impacto nocivo dos celulares


Mais de 190 cientistas de 38 países assinaram uma carta convidando a ONU, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e os governos nacionais a desenvolver controles mais rígidos sobre os produtos que geram campos electromagnéticos (CEM), incluindo telefones móveis .

"Com base em pesquisa realizada por especialistas, temos sérias preocupações sobre a exposição ubíqua e crescente aos campos electromagnéticos gerados por dispositivos elétricos e sem fio ", diz a carta  cujo signatários publicaram mais de 2.000 artigos sobre o assunto.

Os cientistas exortam as organizações internacionais a "enfrentar a crise de saúde pública emergente relacionada com o uso de telefones celulares  e dispositivos sem fio. "

"Os diversos órgãos que estabelecem as normas de segurança não conseguiram impor orientações suficientes para proteger o público em geral, em especial as crianças, que são mais vulneráveis aos efeitos dos campos electromagnéticos", dizem os especialistas, citados pelo site 'Mother Jones'.

Por seu turno, a OMS chama a radiação eletromagnética emitida pelos "routers" de Wi-Fi  e telefones celulares como "possivelmente cancerígeno para os seres humanos", com base em evidências limitadas ligando o uso de telefone celular com o aumento do risco de glioma , um tipo de câncer no cérebro.
RT